Encontro de Compositores se consolida como o evento da música autoral em Ilhéus


Novas letras, novas melodias, novos nomes, novas oportunidades de apreciar novas composições. O Encontro de Compositores do Litoral Sul da Bahia chega ao fim após quatro mostras mensais realizadas no Teatro Municipal de Ilhéus, que somaram mais de 70 canções apresentadas por 16 atrações de sete municípios.

Em nome da música autoral produzida no território de identidade, o Encontro, além de reunir artistas já conhecidos na cena musical, também levou ao palco compositores que começaram a criar há pouco tempo, mas que chamaram atenção da curadoria do evento pela qualidade das suas criações.

De março a junho, o samba, o folk, o rock, o rap e a MPB conviveram juntos e misturados a cada abrir e fechar das cortinas. Reflexões sobre o amor, os sonhos, a vida cotidiana, o cenário político e social, se transformaram em letras embaladas por arranjos próprios que, por sua vez, embalaram o público, que somou mais de 800 pessoas nesta edição.

Foram oito compositores individuais e oito bandas: Raoni Veloso (Itabuna), Lunna MV (Ilhéus), Moses (Buerarema), Elisa Cunha (Itabuna), Andreshons (Ilhéus), RonaraCriola (Itacaré), Laís Marques (Uruçuca), Diego Shaun (Camacã), Cabruca (Ilhéus), Zem Trio (Ilhéus), Intuito Neutro (Ilhéus), Jacau (Itabuna), KBSativaMC’s (Itabuna), Drink de Mandrak (Itabuna), Pecados Capitais (Coaraci), Márcia Góes e Sob Medida (Ilhéus).

“É importante sabermos o que os artistas da região estão produzindo, melhor ainda, com uma produção como essa, pois foram verdadeiros shows!, destacou o relações públicas, Thiago Brito, espectador da última mostra, que aconteceu no último dia 14.

Depois de realizar 10 mostras entre 2015 e 2016 apenas com compositores do eixo Ilhéus-Itabuna, o projeto, que este ano teve apoio do Governo do Estado e da Prefeitura de Ilhéus, ampliou o recorte territorial, abriu espaço para os 27 municípios que compõem o Litoral Sul e recebeu quase 70 inscrições de nove municípios.

Os produtores Eloah Monteiro e Cabeça Isidoro, comemoram o resultado do evento e são unânimes na percepção de que cada vez mais eventos como este trazem impactos positivos para a cadeia produtiva da música, seja divulgando os compositores, formando plateia para a música autoral, e ainda, fortalecendo a trajetória musical para os artistas galgarem outros espaços.

Formação de novos compositores – Além das mostras, o evento promoveu na Academia de Letras de Ilhéus, uma ação formativa que resultou em quatro turmas da Oficina gratuita de Composição Musical. Ao todo, cerca de 50 jovens da rede pública de ensino aprimoraram a arte de criar canções, com facilitação dos músicos Danilo Nascimento e Lula Soares Lopes.

Como resultado das aulas, os participantes apresentaram, na abertura de cada mostra, uma música inédita produzida na oficina. “Meu sonho é ser cantora. Participar como eu participei, apresentando uma música criada pela turma no palco do Teatro Municipal, foi inesquecível!”, conta a estudante da Fundação Fé e Alegria, Emily Batista.

O Encontro de Compositores do Litoral Sul da Bahia foi selecionado no Edital Setorial de Música de 2016 e teve apoio financeiro do Governo do Estado, por meio da Fundação Cultural do Estado da Bahia, Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e  Secretaria de Cultura da Bahia. Contou, também, com o apoio cultural do Criadouro Soluções Culturais, Secretaria de Cultura de Ilhéus, Academia de Letras de Ilhéus, Aldeia Norte Produtora, FAEG-Sul, Barrakítika, Gabriela FM e Ilhéus FM e Quantum Agência de Publicidade. Mais informações no site www.encontrolitoralsul.com.br

Espetáculo teatral gaúcho se apresenta  nesta sexta-feira no centro de Ilhéus


Está confirmada para esta sexta-feira (15), a partir das 19 horas, na Praça Dom Eduardo, no centro histórico de Ilhéus, a apresentação do espetáculo teatral gaúcho ‘Automákina, universo deslizante’. Patrocinado pelo Ministério da Cultura e Petrobrás, e apoio da secretaria municipal da Cultura (Secult) a teatral tem uma hora de duração, com atuação do ator Luciano Wieser. A montagem e desmontagem são desenvolvidas aos olhos da própria comunidade. A direção é de Jackson Zambelli

A produção do espetáculo informa que a peça teatral “apresenta um cenário móvel, resultado de pesquisa inovadora do grupo que propõe levar para a rua um aparato cênico impar em qualidade visual e sonora, uma máquina gigante medindo sete metros de comprimento por oito metros de altura, o que aumenta a sua dramaticidade. São poucos grupos que pesquisam esta especificidade do teatro com maquinarias, o que resulta em processo rico de arte visual e de intervenção urbana, livre para todo o público”.

Destaca ainda a que o ‘Automákina, universo deslizante’ traz uma linguagem que mescla o virtuosismo das técnicas circenses e a poética do teatro de rua, o simbolismo do teatro de bonecos com seus personagens autômatos fazendo uma metáfora à existência humana. “Trata de uma questão pertinente a todos os homens de todos os tempos: a arte da sobrevivência”.

O secretário da Cultura de Ilhéus, Pawlo Cidade, disse que “é um espetáculo de teatro de rua que tem a proposta de emocionar e é destinado a todas as idades. Com certeza, o ‘Automákina, universo deslizante’ vai surpreender o público desde seu início ao fim. Além disso, a estética do espetáculo é associada à dramaturgia, e a montagem vai trazer várias surpresas e impactar as pessoas que irão assistir”.

Atrações do Ticomia, uma das maiores festas de São João da Bahia


Luan Estilizado

Quando entra o mês de junho, a galera forrozeira corre pra ver o destino de cada dia, não é? No sul da Bahia, Ibicuí é um dos pontos favoritos. E uma das principais atrações da cidade é o Ticomia – uma das festas de camisa mais badaladas do estado!

Em 2018, o Ticomia completa 31 anos de absoluto sucesso na ampla e aconchegante Fazenda Eldorado. Vem com uma grade só de forró, pra ninguém botar defeito. Será em 23 de junho, o chamado “dia da fogueira”. Confira só o que vai rolar, no tingue-lingue da sanfona.

Mano Valter

O arrasta-pé fica por conta de ninguém menos do que Dorgival Dantas, Gabriel Diniz, Mano Walter, Calcinha Preta, Luan Estilizado, Mastruz com Leite e Lordão. Irresistível, não é?

Inaugurações e projetos de cultura e lazer marcam Dia da Cidade em Ilhéus


Às vésperas das comemorações alusivas aos 484 anos de fundação e 137 anos de elevação à categoria de cidade a serem completados no dia 28 de junho (quinta-feira), Ilhéus será palco de uma série de inaugurações, ordens de serviço, e claro, muita cultura e lazer com o “Viva Ilhéus Fest”, que vai reunir diversas atrações para todos os estilos, na Avenida Dois de Julho, centro da cidade. No próximo dia 15 o prefeito entrega à população o Anexo da Escola Pinóquio totalmente reformado e, no final do mês, a Escola Sérgio Carneiro, em Olivença. As solenidades de inauguração serão prestigiadas por autoridades, convidados e imprensa.

No último dia 8, o município iniciou os festejos de aniversário com a inauguração da reforma da Escola Municipal Odete Salma Medauar, no Malhado. Todas estas ações estão sendo realizadas com recursos próprios da Prefeitura. “Nesta passagem tão importante dos 484 anos, a Administração Municipal tem o prazer de entregar várias benfeitorias para a população. Desta forma, nós mostramos que estamos fazendo a nossa parte, buscando recursos e alternativas para investimento no bem-estar do povo de Ilhéus”, comentou o prefeito.

Mário Alexandre assina ainda este mês, Ordem de Serviço para recuperação total de mais 11 unidades escolares. No bojo das atividades, serão inaugurados no próximo dia 26, as Unidades de Saúde Básica (UBS) dos bairros Hernani Sá e Basílio. No dia seguinte, 27, é a vez do Centro de Saúde Dr. Euler Ázaro, no bairro Teotônio Vilela. Já no dia 28, será inaugurado o primeiro Pronto Atendimento Municipal Halil Medauar, no bairro da Conquista que vai ofertar serviços especializados e atendimento 24 horas com ambulância.

Viva Ilhéus Fest – O evento terá uma extensa grade de programação musical. No dia 27, em cena Adelmário Coelho, Danniel Vieira, Mel de Forró e Realce. No dia do aniversário de São Jorge dos Ilhéus, 28, é a vez de Felipe Araújo, Estakazero, Papazoni, Top Gan e Leonardo Leo. No dia de São Pedro, 29, o arrasta-pé fica por conta de Filomena Bagaceira, Forrozão, Trio da Huanna e Stampa do Forró. No dia 30, último dia do Viva Ilhéus Fest, tem Forró dos Plays, Kart Love, Via de Acesso e Pagofunk.

 

Cantora Ju Moraes fecha contrato com a Gufo Records


A cantora baiana Ju Moraes é a mais nova artista Gufo Records. A gravadora é a responsável pelo lançamento e distribuição da nova canção da cantora “Chegue Chegando”. Composta por Mikael Mutti, a música fala sobre o Brasil e traz à tona elementos que remetem à Copa do Mundo.

Gravado em um dos pontos mais emblemáticos da capital baiana, o Pelourinho, o clipe traz a temática “vibre como quiser vibrar” e promete conquistar o público com o seu ritmo envolvente. A música lançada na última terça-feira (29), já está disponível, no Canal oficial do You Tube da cantora (https://www.youtube.com/watch?v=eWgJNEs92zA) e em todas as plataformas digitais e nas rádios do país.

Dr. Álvaro Albano tem caminho de sucesso com inovação e seriedade


O médico itabunense Álvaro Albano já traz marcas de indiscutível pioneirismo na Saúde da Bahia. Uma delas é que realizou no estado a primeira cirurgia bariátrica por endoscopia, sem cortes (gastroplastia endoscópica), em outubro de 2017. O procedimento é a principal linha de atuação de Dr. Álvaro em Itabuna.

O profissional, formado há 12 anos pela Universidade Federal de Alagoas e com residência em São Paulo em Cirurgia Geral e Cirurgia do Aparelho Digestivo, adota como prioridade a busca da excelência, na atenção e cuidado com quem lhe confia o atendimento. “Foco no acompanhamento próximo, continuado e personalizado do paciente antes e após a cirurgia bariátrica”, sintetiza.

Também tem a assinatura deste itabunense a primeira Endoscopia Biliar do sul da Bahia. Realizado em março de 2012, o procedimento é para retirada de cálculos que saem da vesícula e causam obstrução. Antes de realizar tais intervenções, dedicou uma década à formação médica e cirúrgica.

O médico é membro titular do Colégio Brasileiro de Cirurgia; Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva; da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva; da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica e da International Federation for the Surgery of Obesity and Metabolic Diseases.

Pode-se dizer, afinal, que Dr. Álvaro Albano traz na genética a vocação para a profissão que escolheu. É filho do pediatra Renato Albano e irmão da ginecologista Renata Albano. Dois nomes que, com ele, formam um tripé de respaldo na medicina sulbaiana.

Onde atende

Dr. Álvaro Albano presta serviços no Centro de Atendimento ao Obeso na Clínica Oncosul, em Itabuna. Com equipe multidisciplinar, oferece serviço de endoscopia digestiva com enfoque no atendimento do paciente obeso.

Além disso, realiza palestras mensais a familiares e pacientes no auditório da ONCOSUL, sobre tratamento da obesidade. Estes momentos, abertos ao público, são fundamentais para tirar dúvidas. Mais informações sobre o médico podem ser obtidas no site <www.dralvaroalbano.com.br> e no e-mail [email protected].

Fama, dinheiro e suicídio 


Duas mortes em um pequeno espaço de tempo, dos famosos Tim Bergling (DJ Avicii) e Anthony Bourdain, deixaram as pessoas com uma pergunta sem respostas: Por que pessoas famosas, ricas, que teoricamente teriam tudo o que todos querem, se matam?

O filósofo Fabiano de Abreu, que trabalha assessorando pessoas famosas há mais de 7 anos, tem sua teoria filosófica para essa questão.

“A fama passa a ser um inimigo, quando esquecemos que o bom da vida é o simples.

As obrigações impostas pela sociedade atual, ela é inconsciente, ela não é real. A condição imposta de ter que ser o melhor, faz com que a cobrança seja maior, assim como a decepção. Quando que na realidade não há o melhor e sim apenas o momento. O pior preço da fama, é o não reconhecimento do que é de verdade. Fantasiar uma realidade imposta é o tormento do verdadeiro eu que não pode ser mostrado, criando uma prisão imposta por si mesmo. É como um barril de pólvora com um fio, que mesmo queimando devagar, um dia poderá explodir. Temos que entender que não há soberania, que o acaso diferenciam as pessoas e que no fim, todos irão para o mesmo lugar. A percepção de ser querido por muitos, não é a mesma de ser querido por si mesmo, da percepção de diferenciar o falso do verdadeiro. A cobrança ela aumenta e a vida gira em torno de si, bloqueando tudo a sua volta, no que resulta a uma completa solidão. A solidão também está ligada a percepção do que é verdadeiro em relação a todas as pessoas que o circulam”.

A psicóloga Roselene Espírito Santo Wagner também opinou sobre o assunto:

A sociedade em nome do consumo, e de um ideal inatingível de perfeição, mas introjetados como essenciais. Criando assim a ditadura da beleza, da felicidade, do sucesso… Esquecendo que a vida tem repertórios próprios, além destes.

Temos momentos, vicissitudes, idiossincrasias do sujeito desejante.

A partir deste cenário que às vezes é alcançado mas impossível de manter, instala-se a “Depressão “ que é o gatilho do suicídio. O sujeito deprimido não vive para si, mas para s demanda do outro, do externo. Diante do fracasso recolhe os investimentos afetivos feitos e recolhe-se em si. Gerando frustração, desamparo, desesperança, falta de perspectiva.

A depressão é um colapso parcial ou total da autoestima. É a morte da alma, o esvaziamento da energia vital, é muito pior que tristeza!

A existência tornou-se um fardo demasiadamente grande. A pessoa não quer morrer, mas não quer mais viver assim. O sujeito volta pra si mesmo toda a violência e agressão que deseja para o mundo que lhe cobra algo que ele já não pode mais oferecer: sucesso, vitórias, fama, conquistas!

De envergonha de si mesmo.

É sabido que 90% dos casos de suicídio apresentam distúrbios psiquiátricos, 10%  apresentam psicopatologias sutis.

É inquietante portanto e ainda um mistério os motivos reais que levam o sujeito cometer suicídio.

Geralmente quem teme a vida não tem medo da morte.

Como medida preventiva o ideal é uma psicoeducação em crianças, adolescentes e jovens adultos a elaborar e ressignificar frustrações. É importante transformar desafios em crescimento e maturidade, a vida exige coragem e resiliência.

Portanto sejam por quais motivos forem, parece que o gatilho ativador da decisão suicida tem q ver com a relação direta com a perspectiva internalizada de um ideal que esbarra numa realidade impeditiva da realização .

O “ego” deve sempre ser a parte sadia e fortalecida das instâncias de nossa alma. O ego deve desenvolver competência para negociar com o Id e o Superego. Tomando as decisões mais sadias e acertadas para a manutenção da vida .

Enfim, não podemos nos abster deste evento social, formamos uma sociedade, interagimos e fazemos trocas. O quanto você afeta e o quanto você é afetado?

Precisamos desenvolver compaixão, olhar o outro e sermos empáticos.

Suicídio não é um problema isolado e do outro, é também um problema meu e seu!

Desenvolva compreensão, busque ajuda, indique ajuda. Um profissional da área pode ajudar – procure um Psicólogo e ajude a salvar uma vida, inclusiva a sua ou de quem você ama.

—–

Roselene Espírito Santo Wagner

Psicóloga Clínica/ Psicanalista/Neuropsicóloga

CRP 05/ 48913

 

Ídolo da Seleção flagrado com Musa do Flamengo em boate


Do Bocão News

Qem é rei nunca perde a majestade” é o ditado mais apropriado para ex-jogador Romário. Apesar de se tornar ídolo em campo, todo mundo sabe que o craque sempre gostou de curtir a noite e da paquera. Aposentado dos gramados, o Baixinho deu mais uma prova que continuar em forma ainda quando o assunto é conquistar a mulherada.

Nesta semana ele esteve no Parada 021, na Vila da Penha, bairro da Zona Norte do Rio de Janeiro, onde foi criado, comemorando o aniversário de seu irmão Ronaldo Faria. Solteiro desde o fim do namoro com a personal trainer Érica Cyriaco, em agosto do ano passado, o senador de 52 anos mostrou que ainda ‘bate um bolão’ e terminou a noite acompanhado.

A “escolhida” foi Cássia Figueiredo, com quem dançou coladinho no cantinho do salão e tudo mais, como mostram as fotos que circulam na internet. Cássia já foi Musa do Flamengo, Musa do MMA e trabalha como bailarina, além de cursar a faculdade de Direito. Ela faz a alegria de seus quase 100 mil seguidores no Instagram, sensualizando com fotos de biquíni e maiô.

 

Ivana Loupleva interação e leveza ao ambiente hospitalar com Santa Café


A administradora Ivana Loup já pode ser citada como um exemplo de quem aliou a experiência e o conhecimento acadêmico a um empreendimento de sucesso. Pós-graduada em Gestão Hospitalar, ela foi, por 12 anos, assessora da provedoria da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna. E decidiuinaugurar, em 02 de fevereiro de 2015, o Santa Café.

O charmoso espaço privado, montado na recepção do hospital Calixto, uneelegância, aconchego, acolhida. Afinal, todos desejam um lugar assim quando vão esperar por uma consulta ou exame, visitar um parente ou amigo internado.Aliás, a proposta deu tão certo que os clientes voltam, mesmo quando querem apenas um cafezinho ou lanche.

“O Santa Café sabe do papel importante que integra, dentro do projeto de Humanização Hospitalar da Santa Casa de Itabuna”, completa a já bem-sucedida empresária, que não abre mão do companheirismo e treinamento especial dedicado à equipe.

Médicos, enfermeiros e outros funcionários da instituição filantrópica também podem desfrutar dos serviços ali oferecidos ao sabor de umcafé expresso artesanal,cappuccino, suco, chá, além de almoços, tortas e outros lanches. O local ainda coloca à venda itens para a higiene pessoal, entretenimento e conforto dos clientes.

Os horários bastante apropriados agradam à clientela do Santa Café. O funcionamento vai das 7 às 18 horas, de segunda a sexta-feira, e das 8 às 18 horas, aos sábados.

 

 

Ilhéus também sedia Festival Nacional de Dança Contemporânea  


O Festival Nacional de Dança Contemporânea acontece no Teatro Municipal de Ilhéus, nos dias 10 e 11 de setembro e, em Itacaré, de 12 a 16 de setembro, no Centro Cultural Porto de Trás. O objetivo é selecionar propostas de obras artísticas para promover intercâmbio entre solo, grupo, coletivos ou companhias de dança. O evento visa estimular a produção artística local, propiciar a difusão e reflexão acerca da linguagem, além de contemplar as produções da dança baiana e nacional.

A realização é da Comunidade Tia Marita, com o apoio da Casa Ver Arte, em parceria com a Secretaria da Cultura de Ilhéus. O apoio financeiro é do governo da Bahia, através do Fundo de Cultura. A inscrição pode ser feita de 11 de deste mês até o dia 11 de julho pelo site www.festivaldedancaitacare.com.br. Os espetáculos devem ter mobilidade de técnica, com duração de no mínimo 30 minutos. Cada participante pode inscrever até um projeto formatado de acordo com as especificações da convocatória.

Ainda de acordo com o regulamento a produção do Festival Nacional de Dança Contemporânea irá disponibilizará para as apresentações equipamento de iluminação (básico). Os espetáculos deverão ter mobilidade técnica devido à estrutura do Centro Cultural Porto de Trás com montagem, desmontagem, camarim, linóleo cinza e preto, hospedagem, transporte, cachê e duas alimentações por dia.

Com relação aos direitos de imagens o regulamento do festival estabelece que “pela adesão à convocatória, o candidato inscrito que venha a ser selecionado autoriza a organização do evento a utilizar as imagens da produção artística em mídia impressa ou eletrônica, exclusivamente para divulgação do festival”.

Divulgação dos resultados – E no que tange à lista dos selecionados conterá o nome do proponente e será divulgada no dia 16 de julho, no site www.festivaldedancaitacare.com.br. “Os proponentes dos projetos que foram selecionados receberão os comunicados via email com instruções para a formalização da concordância quanto às condições de realização”.