Quatro receitas queridinhas e suas versões saudáveis


Coxinha, pamonha, pão de queijo, os nossos pratos favoritos

em versões mais leves e que cabem na dieta

Ela era advogada trabalhista, após o câncer do marido, passou a se dedicar a nutrição e a alimentação saudável. Viviane Almeida faz sucesso nas redes sociais. Com quase meio milhão de seguidores, o Doce Saúde Fit faz sucesso e traz versões saudáveis dos nossos pratos favoritos. Confira 5 receitas queridinhas que ganharam sua versão saudável:

Coxinha

Queridinha dos brasileiros a coxinha é patrimônio gastronômico nacional. Tradicionalmente feita com massa de batata, recheada com frango cozinho desfiado, com ou sem catupiry, ela é modelada em forma de gota para lembra a coxa de galinha, enfarinhada e frita em óleo quente. Aqui ela ganha uma versão mais leve, preparada com mandioquinha ou batata doce e assada.

Pão de Queijo

Típico do estado de Minas Gerais, o pão de queijo só ficou conhecido em 1950. Sua receita consiste em polvilho (azedo ou doce), ovos, sal, óleo vegetal e queijo (que variam de região para região).  Não sendo uma opção muito aconselhada para quem está de dieta, já que tem um nível elevado de gordura. A sua versão “fit” é feita com ingredientes como batata doce, chia, linhaça e tem menos de 1g de gordura.

Bolo de chocolate

Essa é outra receita que faz parte do nosso dia a dia. Nas festinhas da escola, nos cafés em família, no aniversário do seu amigo, o bolo de chocolate é outro clássico. Claro que esse tipo de guloseima é a primeira a ser cortada da nossa dieta não é mesmo? Não. Com essa versão saudável, que leva ingredientes saudáveis e cobertura de biomassa, você pode consumi-lo, mas sem exageros hein?

Pamonha

Pra finalizar nossa lista de quitutes brasileiros ela: a pamonha. Comum em muitos estados, sua origem é provavelmente indígena. A base milho e com versões doces e salgadas, ela pode ser recheada com doce de leite, leite condensando, carne seca, linguiça, queijo, variando muito de região para região. Apesar de parecer “saudável” ela pode ser muito calórica. Essa “Pamonha Assada Fit”, além de ter menos calorias, leva no preparo psillium, que ajuda a manter a glicemia controlada.

Para conhecer melhor o trabalho de Viviane Almeida, acesse o site www.docesaudefit.com.br ou os perfis oficiais da “Doce Saúde Fit” no Instagram (@docesaudefit) e no Facebook (https://www.facebook.com/docesaudefit/).

Cida Lisboa deixa Itabuna e parte para soltar voz no Rio de Janeiro


Cida Lisboa é um dos talentos que fizeram história no rádio itabunense

Por Celina Santos

A locutora Cida Lisboa, figura feminina consolidada no rádio FM em Itabuna e também nos comerciais (quem esquece a personagem Dona Mara?!), está de malas prontas para o Rio de Janeiro. Ela aceitou convite para trabalhar na capital carioca, onde seguirá soltando a bela voz que tanto faz companhia pelas ondas sonoras.

Mineira, Cida morou 21 anos em Itabuna. Contou ao Diário Bahia que parte motivada pela oportunidade de realizar um trabalho artístico-cultural que vem desenvolvendo há seis meses – o projeto 10. “A intenção era realizar aqui na região por ter tantos artistas de talento em todas as áreas, já que o objetivo é justamente a valorização do artista regional”, revelou.

Com o projeto aprovado no Rio de Janeiro, a comunicadora destaca os apoios já recebidos. “Resolvi encarar mais esse desafio. Juntando o agradável ao mais agradável ainda, estarei mais próxima aos meus familiares, que residem parte no Rio e parte em Belo Horizonte”, completou.

Especificamente sobre Dona Mara, personagem tão famosa na voz de Cida, ela derreteu-se: “Dona Mara é tão marcante que é bem mais conhecida que eu (risos). E ela vai continuar, é claro, e vem coisa nova por aí; Dona Mara não para. Fiz outros personagens com voz de homem, criança, velha, mas nenhum igual à Dona Mara”.

Trajetória

A locutora mineira (e quase grapiúna) teve experiência, ainda, como produtora de Max Gonzaga, passou dois meses produzindo shows em São Paulo, São José dos Campos. Já em Ribeirão Preto, com o artista chileno Alejandro Ubilla, que gravou duas composições dela em espanhol.

Cida Lisboa atuou em Itabuna no Studio Brown, onde exercitou as habilidades como produtora artística e musical, compositora de músicas e jingles e locutora publicitária. Paralelamente, foi convidada para integrar a equipe da Morena FM, como locutora, apresentando o programa Morena by Night, das 22 horas às 2 da madrugada.

Ela disse que pretende continuar com as atividades no estúdio, agora em outras terras. Mas fez questão de deixar uma mensagem para ouvintes-fãs, que por tantos anos acompanham o trabalho dela por aqui.

“Sentirei saudade demais de cada um que conheci pessoalmente ou só virtualmente. Eles enviavam mensagens, iam junto comigo nos meus momentos de descontração, e muitos acompanhavam diariamente a programação, enquanto trabalhavam, descansavam, namoravam … Sentirei muita saudade da minha Bahia, terra que me acolheu com todo o carinho  e jamais  esquecerei dos grandes amigos que fiz aqui e de tudo que vivi de forma tão intensa. Eu volto pra matar a saudade, com certeza. Obrigada, Itabuna! Gratidão”.

 

Talentos da música baiana recebem o Prêmio Caymmi


O Prêmio Caymmi de Música foi entregue nesta sexta-feira (18), na sala principal do Teatro Castro Alves (TCA), em Salvador, aos destaques da produção musical baiana em 2017. Os concorrentes foram selecionados durante o Festival Caymmi, realizado entre os meses de abril e maio, com patrocínio do Governo do Estado, por meio do Programa Estadual de Incentivo ao Patrocínio Cultural (Fazcultura).

“O Prêmio Caymmi retorna com a força deste festival. Hoje é um grande dia, o dia da culminância, em que a etapa que precedeu possibilitou a circulação de diversos talentos, em vários espaços públicos de Salvador. Retornou ao Passeio Público onde, há 50 anos, eclodiu o Tropicalismo e que, naquele momento, significava uma grande revolução e renovação no cenário cultural”, destacou o superintendente de Promoção Cultural da Secretaria de Cultura do Estado (Secult), Alexandre Simões.

A premiação recebeu cerca de 500 inscrições. No total, 110 artistas da capital e do interior foram selecionados pela comissão julgadora para concorrer ao prêmio. “A gente tem uma grande diferença em relação a outros estados brasileiros. A cultura da Bahia está bem apesar das dificuldades, mas a gente está vivendo porque a gente tem o apoio também do Fazcultura, que é fundamental para que projetos como o Prêmio Caymmi aconteçam”, afirmou a diretora-geral do prêmio, Elaine Hazin.

A cerimônia de entrega dos troféus foi animada pelo Bandão Caymmi, que prestou uma homenagem à Tropicália. O cantor Saulo e a cantora Alice Caymmi, neta de Dourival Caymmi, também fizeram uma participação especial, junto com artistas que participaram do festival.

Destaques
Foram entregues prêmios nas categorias show, videoclipe, música instrumental e música com letra. Entre os 22 premiados, Giovani Cidreira ganhou como melhor intérprete vocal masculino e Flávia Wenceslau como melhor intérprete vocal feminino. Na categoria show, a cantora Luedji Luna venceu como revelação.
O melhor videoclipe foi ‘Bonecas Pretas’, de Larissa Luz; o melhor show ficou com a banda Pirombeira; a melhor música com letra foi ‘Instante para Lembrar’, também da Pirombeira; e a melhor música instrumental foi ‘Amálgama’, de Luã de Almeida.
Veja a lista completa dos vencedores:
Música com Letra: Instante pra se lembrar – Ian Cardoso / Pirombeira
Música Instrumental: Amálgama / Luã Almeida
Melhor Intérprete Feminino: Flavia Wenceslau / Por Uma Folha
Melhor Intérprete Masculino: Giovani Cidreira / Um Capoeira
Melhor Intérprete Instrumental: Raoni Maciel / Violão / Cadê João? e Giro do Sol
Melhor Arranjo: Ubiratan Marques / Branco / Orquestra Afrosinfônica
Melhor Produção Musical: André Luis Magalhães Costa Pinto / Maya / Kromosons Brazil

Show: Pirombeira
Melhor Intérprete Feminino: Livia Nery
Melhor Intérprete Masculino: Achiles
Melhor Instrumentista: Flaviano Gallo / Bateria / Santini Trio
Melhor Banda: Santini & Trio
Melhor Direção Artística: Jackson Costa / Show Celo Costa
Melhor Direção Musical: Ubiratan Marques / Show Nara Couto
Destaque Técnico: Fred Alvin / Iluminação
Melhor Produção: Humberto Vale Curujito / Skanibais
Revelação: Luedji Luna

Videoclipe: Bonecas Pretas / Larissa Luz
Melhor Direção: Glauco Neves e Bruno Souri / Modo Hard / Circo De Marvin
Melhor Fotografia: Pablo Moreno Pires / Canto Africano / Raquel Monteiro
Melhor Produção: Adriano Ribeiro / Modo Hard / Circo De Marvin
Melhor Roteiro: Luan Ragedo / Kamikaze / Dario Nunes Moreira

Empresários do mercado da moda vão receber orientação do Sebrae em Itabuna


 

Com o objetivo de orientar os empresários do Sul da Bahia para melhores práticas no segmento de moda, o Sebrae estará promovendo a Oficina Estratégia de Mercado da Moda no próximo dia 23, das 18h às 22h, no Ponto de Atendimento em Itabuna, rua Paulino Vieira, 175, centro. As inscrições gratuitas já podem ser feitas na Loja Virtual do Sebrae ou pelos telefones (73) 3613-9734 e 99981-1688.

O evento é estratégico para os profissionais que atuam nos setores da indústria e do comércio. De acordo com o consultor do Sebrae e especialista no segmento de moda, Aldir Parisi, a ideia é orientá-los sobre como as empresas podem operacionalizar compras e estoques, com foco no comportamento do consumidor, além de trabalhar e gerenciar seu mix de produtos.

Outro ponto a ser abordado é a segmentação do consumidor e como buscar atendê-lo em função dos objetivos da empresa. Aliado à isso, a oficina abordará estratégias de comercialização para a indústria e o varejo. “Neste campo trabalhamos diversas estratégias para dinamizar vendas e obter melhores resultados”, destacou Parisi.

Nordeste é a região que mais aproveita o potencial turístico


Elevador Lacerda, em Salvador

O Brasil tem um enorme potencial turístico, mas em algumas regiões sua percepção é maior do que em outras. Os nordestinos são os que mais reconhecem o valor de sua região para a atividade turística, uma vez que 44,2% avaliaram como alto ou muito alto o potencial local, seguido do Sudeste (42,3%), Sul (32,6%) e Centro-Oeste e Norte (32,2). Não à toa, foram exatamente os entrevistados nas regiões Norte e Centro-Oeste que menos identificaram o valor de suas regiões para o turismo (35,2). Os dados são de uma pesquisa encomendada pelo Ministério do Turismo.

Ainda segundo o estudo, oito em cada dez brasileiros acreditam que o potencial turístico de nosso país é de médio para muito alto, mas 59,8% entendem que esse potencial não é aproveitado de forma adequada. Novamente, para os entrevistados, o Nordeste desponta como a região que mais aproveita seu potencial (39,6%). Em segundo lugar aparece o Norte e Centro-Oeste (32,7%), seguido do Sudeste (32,3%) e Sul (20,1%).

Mesmo assim, 41,9% dos entrevistados acreditam que o turismo no Brasil aumentou nos últimos anos. “O Ministério do Turismo tem realizado uma série de ações para investir na infraestrutura dos destinos nacionais, assim como na qualificação de quem está na linha de frente do atendimento o turismo. Queremos posicionar o Brasil entre os grandes destinos mundiais”, afirmou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Pesquisa

A pesquisa foi realizada de 17 a 23 de março de 2017 pelo Instituto FSB Pesquisa. Foram ouvidas 2002 pessoas com mais de 16 anos em todas as regiões do país para avaliar a opinião da população brasileira acerca do turismo no Brasil, assim como observar quais são as vantagens e prejuízos, além de identificar oportunidades de promoção do turismo no país.

 

Jackson Costa abraça “Escolas Culturais” como caminho contra violência em Itabuna


“A gente só sai da condição que está se fizer valer esse projeto: unir cultura, educação e arte”

Por Celina Santos

O ator Jackson Costa não abre mão de manter os vínculos com Itabuna, ainda que esteja fazendo trabalhos no eixo Rio-São Paulo. Escolhido padrinho do programa Escolas Culturais, lançado semana passada no Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, ele toma o papel como missão e acredita que a iniciativa seja um caminho para tirar a cidade do cenário de violência que a insere entre as principais da Bahia.

Como você recebeu a atribuição de ser padrinho do programa Escolas Culturais em Itabuna?

Como uma mãe que recebe uma criança e precisa cuidar dela. Porque é um projeto muito bonito, que pode tirar a gente dessa condição que nós estamos aqui na região, de descaso, de violência. Por que Itabuna está sendo a primeira? Eu perguntei ao governador. Eu acredito que Deus sempre faz a coisa certa. Itabuna é quem tá precisando muito, porque a gente precisa abrir horizontes para as pessoas se desenvolverem. A gente só sai da condição que está se fizer valer esse projeto: unir cultura, educação e arte. E a gente consegue.

Qual sua primeira impressão sobre o que viu no Colégio Modelo, escolhido como Escola Cultural?

Pelo que eu vi aqui hoje, estamos com tudo na mão. Às vezes a gente quer e não tem suporte pra realizar; mas aqui a gente está tendo o suporte dado pelo governador e não é uma coisa utópica, paternalista. Não é de cima pra baixo; é aproveitando o que já existe de estrutura física aqui nessa escola, mas também o que já existe de ações culturais aqui, integrando a sociedade. Então, eu recebo como uma responsabilidade muito grande, uma alegria de estar presenciando esse momento, a possibilidade de a gente sair das trevas e encontrar a luz através da educação e da cultura.

De que forma se dará a sua ação como padrinho do programa?

É uma responsabilidade, mas eu não vou fazer nada sozinho. A proposta dele [do governador Rui Costa] é que muitos – se possível, todos – se unam nesse propósito. Eu já vi que aqui tem muitos e a gente precisa é ter cada vez mais gente.

Está disposto a vir aqui constantemente para colocar ideias em prática?

Eu quero estar aqui o máximo de tempo que eu puder, conversando com a direção da escola, com os movimentos de arte que são da escola e da comunidade, que entrem nessa ‘Arca de Noé’ para a gente se salvar. Se eu puder estar aqui todo mês, eu estou; se for preciso, toda semana ou passar um tempo aqui, eu quero vir. Porque eu sou daqui, eu nasci aqui e eu vou fazer por mim. Eu fazendo pelos outros, vou estar fazendo pra mim; e fazendo pra mim, vou estar fazendo para os outros.

Você recebe, então, como uma missão para sua vida …

Como uma missão! Todos nós temos uma missão aqui. Acho que a grande missão não é a gente pensar em nós, é pensar no outro. Então, é um trabalho que proporciona o desenvolvimento criativo, espiritual, o desenvolvimento da sociedade, das pessoas. Estou aqui para fazer o que eu puder fazer.

 

Ex-guerrilheiro faz palestra em Ilhéus no aniversário de Jorge Amado


Como parte da programação da semana que comemora o aniversário de nascimento de Jorge Amado, o escritor baiano Araken Vaz Galvão faz palestra em Ilhéus, na próxima quarta-feira (9), a partir das 16 horas, no Teatro Municipal. Na oportunidade, ele irá falar da sua convivência com Jorge Amado e do período em que esteve exilado em vários países da américa hispânica, durante a ditadura militar.

Araken Vaz Galvão foi vencedor do prêmio Jorge Amado, em 2016, organizado pela União Brasileira de Escritores, do Rio de Janeiro, pelo conjunto da obra. Foi premiado pelo concurso Talentos da Maturidade, em 2004 (Banco Real), com o conto “Os mortos”. Seu romance “Crônica de uma família sertaneja” recebeu de Millôr Fernandes a classificação de “Esplêndido”. Tem trabalhos publicados na revista eletrônica Bestiário, e mantém seu blog arakenvaz.blogsopt.com, e em várias outras revistas.

Esteve exilado em vários países da américa hispânica, trabalhando em várias profissões: tinha uma banca de revistas em Montevidéu, jornalista e produtor de TV. Estudou história, cinema, literatura, e é autor de 37 livros, entre romances, contos, ensaios, cinema e crônicas, sendo 12 publicados. Além disso, Araken Galvão é descendente de família sertaneja, cuja saga é narrada de forma jocosa em alguns dos seus livros. Baiano de Jequié, mas reside em Valença, onde é cidadão honorário.

DayHORC alerta: frio aumenta casos de conjuntivite alérgica


Com a chegada do inverno, a mudança do clima favorece aos quadros de alergia. Esse é o caso da conjuntivite alérgica, nome dado á inflamação da conjuntiva (membrana que recobre o olho e a superfície interna das pálpebras). A conjuntivite alérgica é provocada em muitos casos por ácaros e fungos presentes nas roupas pesadas de inverno e que não passaram pela higienização correta após longos meses guardados em ambientes escuros e fechados.

Os principais sintomas da conjuntivite alérgica são olho vermelho, edema nas pálpebras  e coceira. De acordo a oftalmologista do DayHORC- Hospital de Olhos Ruy Cunha, Isabela Guimarães, CRM – 13725,  outra característica  bastante comum dessa doença é apresentação  dos sintomas nos dois olhos ao mesmo tempo, enquanto nos outros tipos, manifestam sintomas em um olho e depois no outro.Não há risco de transmissão da conjuntivite alérgica e não é preciso separar toalhas e artigos de higiene pessoal. “A diferença é que este tipo de conjuntivite não é contagioso, ou seja, não há risco de surto”, esclareceu.

Quanto aos outros tipos de conjuntivite, como os causados por bactérias ou vírus a especialista faz uma recomendação. “ É muito importante procurar um especialista, assim que surgirem os primeiros sintomas: coceira, olhos vermelhos, sensibilidade à luz, sensação de areia nos olhos, edema das pálpebras e secreção. Só o médico poderá dizer qual é o tipo de conjuntivite e qual o melhor tratamento. A automedicação nunca é recomendada. As pessoas se esquecem de que colírio também é remédio”, pontuou a oftalmologista.

Dicas DayHORC

– Tirem do armário os casacos e coloque no sol para tirar os ácaros, provocadores da reação alérgica.

– Mantenha os ambientes ventilados.

– Lave as mãos com freqüência e evite coçar os olhos.

– Não encoste o frasco das pomadas e colírios nos olhos e lave as mãos antes a após aplicá-los.

– Evite a exposição a agentes irritantes (fumaça) e alérgenos (como os ácaros e o pólen das flores) que podem causar conjuntivite.

– Não use lentes contato enquanto estiver com conjuntivite ou em uso de colírios ou pomadas.

– Procure um médico, assim que surgirem os sintomas: coceira, olhos vermelhos, sensibilidade à luz, sensação de areia nos olhos, edema das pálpebras e secreção.

– Faça limpeza com panos úmidos para remoção de poeira, principalmente no quarto de dormir, e do mofo, evite contato com pelo de animal, se for sensível, remova tapetes e tudo que possa favorecer a alergia.

Tinta usada para colorir os cabelos não pode ser usada nas sobrancelhas


Foto Divulgação Black Comunicação

Muitas pessoas gostam de mudar a cor dos cabelos, mas algumas esquecem na hora de mudar o visual é das sobrancelhas.Com isso, muitas vezes, se perde a naturalidade. Mas é preciso alguns cuidados. Segundo Jane Muniz, cabeleireira e mestre em visagismo facial não pode usar a mesma tintura no processo da mudança.

“Os fios das sobrancelhas possuem espessuras distintas dos fios dos cabelos.  Existe uma tinta apropriada para colorir os pelos das sobrancelhas. A tinta para sobrancelha atende protocolos específicos que entende a especificidade da área de atuação quando nos referimos aos pelos do e a pele do rosto”, explica a fundadora do Spa das Sobrancelhas.

A maior referência em design de sobrancelhas explica que o tempo para colorir ou descolorir as sobrancelhas também é diferente dos cabelos:

O tempo de ação do produto na sobrancelha é de no máximo 15 minutos, podendo ser retirado antes se o pelo colorir em menos tempo. É importante acompanhar a reação do pelo durante o processo para entender as diferentes necessidades, tais como: intensidade da cor, altura de tom e cobertura de pelos brancos”.

O tempo de duração do resultado da coloração é de até 30 dias, dependendo do pelo e dos produtos que você passa na pele. “O que ocorre é o crescimento do fio a necessidade de retoque a medida que cresce. Muitos acreditam que os pelos das sobrancelhas, cílios ou qualquer outro pelo do corpo estão sempre do mesmo  tamanho porque  não crescem,  enganam-se, os pelos  estão  em constante  crescimento sempre se renovando. Temos está impressão de estarem sempre do mesmo tamanho, pois as pontas são menos queratinizados em relação ao cabelo tendo duas pontas extremamente finas e translúcidas que se desfazem sem que percebamos permitindo. Assim fica uma ilusão dos fios serem sempre os mesmos”, afirma a empreendedora que criou o conceito de embelezamento do olhar e revela que as indicações para colorir os pelos da sobrancelha vão além da mudança da cor dos cabelos.

“A coloração dá a impressão de volume, com resultado natural, já que os pelos mais claros e mais finos ficam mais visíveis. Em geral, os homens e mulheres procuram para colorir os pelos brancos. É um excelente serviço para valorizar ainda mais o olhar desde que orientado por um profissional que atua dentro dos conceitos de visagismo”.

Cuidados após a coloração

“Sabemos que todo cuidado com a sobrancelha é necessário independente da transformação que os fios passem. Além de todos os benefícios do nutrifix que nutri, hidrata e fortalece o pelo, dando um aspecto saudável. Este produto considerado  o anjo da guarda das sobrancelhas  as mantém penteadas e  disciplinadas o dia  inteiro”, finaliza a empresária.

Casamento em hotel conquista noivos pela praticidade e economia


Cerimônias se tornaram comuns no setor hoteleiro

Local, decoração, estacionamento, buffet. Muitos são os detalhes a se pensar na hora de organizar um evento. Mas e se todos esses serviços fossem encontrados em um único lugar? A opção de realizar cerimônias em hotéis têm despertado o interesse de muitos noivos no país e, para atender essa demanda, os investimentos em infraestrutura tem sido cada vez maiores.

Para a wedding coach Marina Novaes, a prática oferece inúmeros benefícios. “Casamentos em hotéis são ótimas opções, especialmente para quem tem família que mora fora. Sabemos do trabalho que é chegar em outra cidade e ter de providenciar toda a rotina de hospedagem, transporte e até salão”, explica. “Sem contar o número de fornecedores envolvidos na cerimônia. Poder otimizar o tempo e concentrar tudo em um só lugar é muito melhor”, completa. Segundo a consultora, outra vantagem é que os noivos podem utilizar todo o espaço do hotel para produzir fotos e, ao final da festa, podem ir direto para o quarto aproveitar a noite de núpcias.

Recentemente, o Deville Prime Salvador realizou um casamento em um dos espaços do Deville Convention Salvador. A cerimônia reuniu cerca de 200 convidados e, de acordo com a gerente comercial do hotel, Sueli Fernandes, no começo, a ideia do casal era escolher um espaço tradicional para eventos. “De início não foi cogitado fazer a festa no hotel, mas depois de conhecer toda a estrutura e os serviços oferecidos acabaram mudando de ideia”, contou.

Localizado a poucos metros da Praia de Itapuã, o Convention Salvador é considerado um dos maiores espaços para eventos do Nordeste. Com capacidade para até 1300 pessoas divididas em 13 salas, o local recebe eventos corporativos e sociais. “O maior salão do Centro acomoda 600 convidados em um auditório. Temos a opção de adaptar os espaços de acordo com o evento e com a necessidade do hóspede. Antes, a procura no hotel era por noite de núpcias e hospedagens. Hoje, o serviço vai além disso”, comenta Sueli.

O hotel oferece um pacote completo para casamento: estrutura, decoração, buffet especial, noite de núpcias, opção de hospedagem de convidados e day use para os noivos “Quando a hóspede informa que é noiva e irá se arrumar no hotel, liberamos a entrada de toda a equipe profissional (fotógrafo, filmagem, cabelo e maquiagem). Uma vantagem em realizar o casamento aqui é a praticidade. Todos os serviços são oferecidos no mesmo lugar.”, completa Sueli.

SOBRE O HOTEL

Primeira unidade da Rede de Hotéis Deville no Nordeste, o Deville Prime Salvador (BA) é um dos hotéis mais completos da capital baiana. Oferece infraestrutura de serviços e lazer, com 206 apartamentos e suítes, oito salas de eventos e ampla área verde. Localizado na praia de Itapuã, a dez minutos do Aeroporto Internacional Deputado Luís Eduardo Magalhães e próxima às melhores praias de Salvador, o hotel possui piscinas, pista de caminhada, academia de ginástica, quadras de tênis, dois restaurantes, loja de conveniência, agência de turismo – que oferece diversas opções de passeios – e diversos outros atrativos.

O GRUPO

A Rede Deville começou suas atividades com o Hotel Deville Colonial, no centro de Curitiba. Desde então, vem crescendo e se consolidando como um dos principais grupos hoteleiros do país. Atualmente, atua como operador e investidor nas regiões Sul, Sudeste, Centro Oeste e Nordeste, com nove hotéis, 1.479 acomodações e mais de 1.100 funcionários. Administra o São Paulo Airport Marriott Hotel (SP), Deville Prime Salvador (BA), Deville Prime Cuiabá (MT), Deville Prime Porto Alegre (RS), Deville Business Curitiba (PR), Deville Business Maringá (PR), Deville Express Cascavel (PR), Deville Express Guaíra (PR) e Deville Prime Campo Grande (MS).