Ilhéus: Teatro Municipal recebe Projeto Sustenta Mundo


Crianças ilheenses terão uma programação especial na próxima segunda-feira (19), no Teatro Municipal de Ilhéus. É o “Projeto Sustenta Mundo – Viagem Amazônica”, em mais uma ação pelo Brasil apresentando de forma contemporânea, a diversidade cultural da região Norte para o público infanto-juvenil, com idade entre 4 e 12 anos que moram nas cidades de Manaus, Ilhéus, Itabuna e São Paulo.

Durante a atração, meninos e meninas receberão um exemplar do livro “Sustenta Mundo – Viagem Amazônica”. Através do livro ilustrado com narrativa sensível, será gerado um estimulante material didático para contextos educacionais e pedagógicos. A coleção é da escritora Gabriela Brioschi e tem como principal objetivo conscientizar as crianças sobre questões como o turismo comunitário, sustentabilidade e desmatamento ilegal.

A autora do livro, que também será distribuído gratuitamente entre nossos alunos da rede municipal de ensino, nasceu em São Paulo e é artista visual, formada pela USP, com mestrado em Arte Terapia pelo Instituto SEDES, é também ilustradora, arte educadora, arte terapeuta e administradora de empresas. Este lançamento terá presença e participação dos alunos das escolas públicas de anos iniciais.

Após 14 anos, Acate vibra com Teatro Municipal em Itabuna


Eva Lima

Texto Celina Santos

A Acate (Associação Cultural Amigos do Teatro) é uma das entidades que mais lutaram para que a obra do então Teatro e Centro de Convenções de Itabuna não se resumisse a uma construção inútil – afinal, já tinham sigo gastos cerca de R$ 17 milhões em recursos do governo estadual. Com aquela batalha concluída, a presidente da entidade, a atriz Eva Lima, manifesta um olhar de vitória diante da inauguração do Teatro Municipal Candinha Doria.

“Só pela conclusão das obras desse teatro aqui de Itabuna, a Acate está há dez anos batalhando. Trouxemos dez deputados pra uma sessão na Câmara de Vereadores; a Assembleia Itinerante esteve por aqui e nós reivindicamos a conclusão das obras; fizemos vários abaixo-assinados; até para o Fantástico nós fomos, naquela ‘pegada’ das denúncias do ‘elefante branco’… Então, pra nós da Acate, esse momento é de extrema importância. Foi um sonho, uma luta e ver esse resultado não tem preço”, avaliou a profissional, que chega aos 36 anos de carreira. Ela integra o elenco da série “O Síndico”, assinada pela Floresta Filmes (cineasta Betse De Paula), que deverá ir ao ar até o final deste ano na TV Itabuna.

Presidente do Conselho Municipal de Turismo, Eva Lima já vislumbra, ainda, a possibilidade de convenções, feiras de agronegócio, entre outros eventos. “Com isso também veremos a possibilidade de trazer grandes momentos para o teatro”, aposta.

O teatro, finalmente, foi concluído

 

Simone e Simaria em Itabuna nesta sexta-feira


A inauguração do Teatro Municipal de Itabuna, na próxima sexta-feira (26), contará com show de Ivete Sangalo e da Orquestra Sinfônica da Bahia (ambos na parte interna, cujo acesso será para convidados e transmitido via telão). Em seguida, na área externa no entorno do equipamento, haverá show da dupla Simone e Simaria. No dia seguinte, também na parte de fora, o palco fica com a banda Chiclete com Banana e o cantor Luiz Caldas. (Relembre mais da programação clicando aqui).

De volta à origem: “FP do Trem Bala” sacode festa em Ilhéus


Uma irresistível mistura de sons toma conta do Centro de Convenções de Ilhéus neste sábado (6), a partir das 14 horas. A “Festa das Cores Estudantil”, inspirada na Holi Happy Índiana, tem entre as atrações Felipe Pacheco, conhecido como FP do Trem Bala – hoje um fenômeno do funk.

A festa, que rola até 22 horas, certamente tem um gosto especial para o ilheense de 22 anos, que saiu da cidade com a família, em busca de uma vida melhor no Rio de Janeiro.

Ainda se apresentarão os Djs, El Lokko e Gustavo Barbosa, comandando o eletrônico. Também nas carrapetas, o Dj Arthur, com todos os ritmos. Mas não para por aí não. Tem o grupo Batalhão, na arrochadeira, e a banda Bum Bum Paredão, no pagodão.

Fenômeno também entre famosos

“FP do Trem-bala”, considerado um fenômeno nacional do funk, é celebrado por Neymar e grandes craques do futebol e da música. Ele assina hits que bombam nas baladas, como “Vamos Pra Gaiola” e “Senta, Senta, Senta, Senta, Ai Droga”.

Com uma agenda com mais de 50 apresentações mensais pelo país, o canal dele no YouTube já foi acessado quase 400 milhões de vezes, tem quase 2 milhões e quinhentos mil inscritos e vídeos que passeiam entre 600 mil a mais de dois milhões e meio por semana.

Esse carioca de coração, mas baiano de alma, conseguiu o que nenhum outro nordestino ainda tinha conseguido, desbravar o funk, dentro do eixo Rio/São Paulo e agora, por todo o país.

Ingressos individuais estão sendo vendidos a R$ 50,00 e a casadinha, R$ 80. É possível com nos seguintes locais: Thalles CDs; Danilo CDs; Açaí do Sena (todos no centro) e Thomas Divulgações. Mais informações sobre a festa podem ser obtidas pelo telefone (73) 3234-6500 ou (73) 9 9150-8830 (Menores de 16 anos só poderão entrar com o responsável).

Dançar ajuda a manter vitalidade do corpo e da mente, diz especialista


Para quem não curte fazer as atividades vigorosas, responsáveis por uma maior exaustão física e tensões musculares, a dança pode ser uma ótima escolha. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a prática regular de exercícios aeróbicos, como caminhar, correr, pedalar e dançar por pelo menos 150 minutos semanais, por um adulto, já são suficientes para manter-se longe das estatísticas do sedentarismo. Segundo Guilherme Reis, Coordenador Geral da Rede Alpha Fitness, as atividades não vigorosas são ótimas alternativas para quem não gosta de treinos muito pesados ou para aqueles que não podem fazer treinos que exigem maior esforço, principalmente, por causa de doenças crônicas. Para o especialista, a dança pode ser uma grande aliada para quem quer se manter saudável; pois, além de ajudar no controle do peso e trabalhar diversos músculos do corpo, ajuda também na saúde da mente. “Ao contrário do que muita gente pensa, dançar vai muito além de uma atividade divertida; os benefícios são vários. Ajuda na queima de calorias, no combate ao estresse e ainda pode aumentar a sensação de bem estar”, conta o especialista da maior rede de academias do Nordeste do Brasil. Desse modo, Guilherme explica que dançar pode ser uma ótima saída especialmente para idosos. “Como existem várias modalidades de dança, a depender do ritmo e da intensidade, ela pode trazer benefícios para o coração e para o condicionamento muscular e, por consequência, melhorar também a flexibilidade, o equilíbrio, a coordenação motora e a concentração”, completa.

Itabuna: Escola Pio XII comemora 50 anos com encontro de pais, professores e alunos


Com um amplo grupo de alunos da Educação Infantil ao 9º ano, a Escola Pio XII comemora, neste sábado, 50 anos de atividades em Itabuna. O jubileu de ouro, com a presença de pais, alunos, ex-alunos, professores e outras pessoas da comunidade, terá como palco a AABB, a partir das 19 horas. É também nesta noite que a fundadora, diretora e educadora Eliabe Moraes lançará um livro sobre a trajetória da unidade.

Junto com Eliabe, a professora Eliúde Moraes também fundou a escola, onde já lecionou e foi vice-diretora. À frente dos preparativos para o aniversário, Tia Eliabe – como é chamada pelos alunos e até por professores – está visivelmente emocionada e ciente do quão sólida é a trajetória percorrida. Mesmo com meio século de trabalho, ela deixa claro que continua a busca do novo, da inovação e da criatividade.

“A Escola Pio XII foi construída ao longo dos anos com luta, sacrifício, entusiasmo, perseverança e idealismo”, avalia. Diante do bem-sucedido caminho, dos alunos que voltam para matar as saudades e também para ensinar ali, ela constata: “Crescemos a Escola e eu, em estatura e sabedoria”.

“Muitos aprendizados”

Palavras emocionadas também são proferidas pelo professor de matemática e escritor Wilson Caitano, há 23 anos funcionário da Escola Pio XII. Os filhos dele, inclusive, também estudam naquele colégio. Há dez anos, assumiu a função de Coordenador Pedagógico e passou a ter um contato mais direto também com os pais, além de atender às demandas de alunos e outros professores.

“Eu me formei aqui; o que eu sou como pessoa, o que eu sou como profissional eu aprendi aqui dentro da Escola Pio XII. Então, são muitos sentimentos: vivenciar o sucesso da escola, batalhar para atender ao pai, ao aluno, os anseios de uma escola, a realização de cada projeto. Ser professor já é uma dádiva e estar na Pio XII mais ainda; são muitos aprendizados com tia Eliabe, com tia Eliúde [Moraes], educadoras que nos ensinam muito. São exemplos que a gente se orgulha de ter”, afirma.

Ainda para se ter uma ideia do nível de engajamento dos profissionais envolvidos no projeto da Escola Pio XII, a secretária Cristina Ferreira Dantas trabalha no local há 34 anos. Séria e atenciosa, ela ressalta a importância da tradição, sobretudo nestes tempos em que os valores andam tão, digamos, superficiais.

Coletivo de artistas de Ilhéus participa do maior festival de Teatro do Brasil


O Coletivo Saladistar Produções, sediado há dois anos em Ilhéus, participa do Festival de Curitiba 2019 (Fringe), realizado de 26 de março a 7 de abril. Nesta edição, o festival receberá mais de 370 espetáculos nacionais e internacionais.  O grupo representa o teatro ilheense com o espetáculo de Teatro Lambe-lambe “A Mulher Árvore”, apoiado pela Secretaria de Cultura de Ilhéus por meio do edital Artes na Rua.

“A Mulher Árvore” é um espetáculo curto de formas animadas, encenado em um teatro lambe-lambe, também conhecido como o menor teatro do mundo. A proposta é dialogar com a arte contemporânea feminista em uma produção sutil, provocativa e acessível para todas as idades.

Segundo Juma Mascarenhas, diretora do espetáculo, “é importante sensibilizar a todas e todos sobre a necessidade das mulheres se autoconhecerem para, durante este processo, poderem lutar pela sua liberdade pessoal e social.” A estreia do espetáculo no festival acontecerá nesta quarta-feira, 27 de março, marcando as comemorações do Dia Internacional do Teatro.

Para saber mais sobre a participação do Saladistar no Festival de Curitiba, acompanhe o Coletivo no seu perfilinstagram.com/saladistar

Como saber se um emprego, carreira, negócio ou profissão tem a ver sua personalidade


No mercado de trabalho atual, além do enorme desemprego, os dados apontam para um cenário em que os empregos tradicionais diminuem a cada ano. A nova lei trabalhista começa a dar mais flexibilidade aos empregadores e o número de pequenos empreendedores aumenta exponencialmente. Além disso, passa a ser normal que as pessoas tenham vários empregos ou trabalhos, bem como três ou mais diferentes carreiras durante sua jornada profissional. Essa maior quantidade do opções tem deixado muitos profissionais desorientados quanto a gestão de sua vida profissional, por não saber como agir diante de tantos desafios.

Para ajudar em todo esse processo de descobertas, o livro “Seja a pessoa certa no lugar certo”, do autor e consultor Eduardo Ferraz, publicado pela Editora Planeta, chega às livrarias e promete ser a leitura de cabeceira de quem deseja ter uma carreira produtiva e estimulante.

Ao longo do livro, Eduardo Ferraz mostra, por meio de cases e exercícios, como identificar os principais talentos; explica porque muitos passam por diversas experiências profissionais e não encontram realização; esclarece as razões pelas quais empreender não é para qualquer um; comenta os motivos que levam determinadas pessoas a terem receio de abandonar um emprego ruim e, principalmente, dá ao leitor ferramentas para escolher seu caminho para obter a alta performance profissional.

No decorrer dos nove capítulos, a leitura fica ainda mais interessante por conta das histórias sobre quando começar uma segunda profissão, como abrir o próprio negócio ou criar estratégias realistas para se tornar alguém realmente raro e valioso. Também dá orientações para jovens, mesmo no ensino médio, escolherem a escolha da profissão mais adequada ao seu jeito de ser.

Para Ferraz, muita gente perdeu a referência do passado, sente insegurança diante da imprevisibilidade do futuro e sofre com as decisões do presente por não se autoconhecer. “Ao estudar como se forma a personalidade, é possível verificar como alguns comportamentos podem ser alterados e como outros são quase imutáveis. Entender o que é possível mudar e o que deve ser aceito é fundamental para que cada pessoa possa investir energia para obter o melhor de si, sem desperdiçá-la com o que não vale a pena”, comenta o especialista.

Com técnicas baseadas nos conceitos mais modernos da neurociência comportamental e da psicologia aplicada, além de sua longa experiência em gestão de pessoas, o especialista apresenta em sua obra seis testes objetivos para, por meio de autoconhecimento, ajudar a pessoa a escolher empregos, atividades e profissões mais compatíveis com sua personalidade.

Sobre Eduardo Ferraz

Com mais de 30 anos de experiência e cerca de 30 mil horas de prática com consultoria em empresas e em treinamentos na área de gestão de pessoas, Eduardo Ferraz é um consultor de empresas que usa a base teórica da neurociência comportamental para posicionar as pessoas certas nos lugares certos.

Além de dar consultorias empresariais, coordenou universidades coorporativas, organizou sucessões em empresas familiares, e também treinou e palestrou para milhares de pessoas. Possui vários cases de sucesso e tem atuado em companhias de grande porte como Banco do Brasil, Bayer, Basf, Bourbon Hotéis, Correios, C. Vale, Dell Anno, Fiat, Livrarias Curitiba, N Produções, Petrobras, Sadia, entre muitos outros.

Em 2010, publicou seu primeiro livro Por que a gente é do que jeito que a gente é. Em 2013, publicou a primeira edição de Seja a pessoa certa no lugar certo(sendo segunda edição lançada em Março/2019). Em 2015, publicou Negocie qualquer coisa com qualquer pessoa. Em 2017, apresentou ao mercado o livroGente que convence e, em 2018, Gente de resultados. Somados, esses cinco livros já venderam mais de 250 mil exemplares e permaneceram por mais de cem semanas nas listas dos livros de negócios mais vendidos do país.

“Resgate do forró tradicional” na 8ª edição do Forró Vem Kemké


Uma ação beneficente acontecerá no dia 02 de Junho de 2019: A 8ª edição do Forró “Vem Kemké”. O evento será realizado pela Associação dos Amigos da Mangabinha, visando arrecadar fundos para a reforma da igreja histórica, como troca de janelas e renovação da pintura externa.

O arrasta-pé terá início a partir do meio-dia, na Terceira via Hall,  e promete muita animação ao som de
Forró Caxangá, Dani Mattos, Sinho Ferrary e convidados especiais.

“Será um grande encontro da família, com o resgate do forró tradicional, além de ser um momento de confraternização. Não deixe de participar”.

Ingressos pelo whatsapp: 73 8836-0642

Coreografias de Papel convoca obras de dança da Bahia para transposição em livro infanto-juvenil


Lançar uma coleção de livros para o público infanto-juvenil a partir de obras de dança da Bahia é o fundamento do projeto “Coreografias de Papel”, que abre convocatória para selecionar uma das obras que serão fontes inspiradoras desta proposta. Até o dia 3 de julho, artistas residentes em todo o território baiano podem se candidatar a participar do desafio de transpor uma criação coreográfica de sua autoria para um livro-objeto que desperte o interesse da infância e juventude. Interessados devem se inscrever por meio de formulário online disponível em http://bit.ly/coreografiasdepapel.

 

“Coreografias de Papel” é coordenado pela TANTO – criações compartilhadas, formada pelos artistas-designers-arquitetos Daniel Sabóia, Fábio Steque e Patricia Almeida, e pelos coreógrafos Neto Machado e Jorge Alencar, vinculados à Conexões Criativas, braço editorial da Dimenti Produções Culturais. Coletivamente, eles definirão, junto com o(a) artista escolhido(a), formas de traduzir o universo da obra cênica para a fruição de uma dança recriada em livro-objeto, configurando novas estratégias coreográficas que impactem a percepção de corpo e movimento de pequenos leitores. Para tanto, serão exploradas ferramentas de design editorial, ilustração, escrita e edição, utilizando de maneira plástica e narrativa os elementos constitutivos do livro: texto, elementos gráficos, textura do papel, costura, dobra etc.

Muito além de registrar espetáculos de modo tradicional – fotos e vídeos de divulgação, sinopse, bastidores, argumento etc. –, a ideia é permitir a reinvenção das peças de dança, assim também compondo uma memória recente da produção coreográfica da Bahia e mobilizando uma nova geração junto à dança brasileira atual. Para concorrer, o trabalho não precisa ter sido inicialmente pensado para o público infanto-juvenil, mas é importante que o(a) artista esteja instigado com a ideia de se relacionar com essa plateia.

“Coreografias de Papel” foi contemplado pelo Edital Setorial de Dança 2016, tendo apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, Fundação Cultural do Estado da Bahia e Secretaria de Cultura da Bahia. O projeto prevê a realização de dois volumes iniciais da coleção: além do que será surgido da convocatória pública, também fará parte um volume advindo da peça “Desastro”, de Neto Machado. As duas obras originárias serão encenadas no evento de lançamento dos livros, em Salvador, em data a ser definida.

O(a) selecionado(a) será remunerado pelo desenvolvimento do livro e também pela apresentação da peça/espetáculo/intervenção, conforme regras descritas no regulamento da convocatória, disponível no link de inscrição.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamenteculturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse: www.cultura.ba.gov.br