História em primeira pessoa


Mariana Benedito


Quando a gente lê, ouve, escreve ou conta uma história, a primeira coisa que ela precisa ter é um narrador. O sujeito que está contando, que está observando, que está passando sua visão. Aquele que descreve como as coisas acontecem, como as cenas se constroem, as ações dos personagens e suas consequências. Identificar quem faz a narrativa é primordial em uma história. E pode mudar completamente o rumo dela, meu amado leitor.

Uma história contada em terceira pessoa tem um efeito; ela descreve o cenário, os personagens, vê as cenas de fora, temos a sensação de sermos expectadores. Uma história contada em primeira pessoa é completamente diferente. O personagem se coloca no enredo, a gente consegue acompanhar seus pensamentos, emoções, quais passos ele pretende dar e a forma como ele lida com as consequências deles. Numa história contada em primeira pessoa, o personagem assume suas ações, assume a responsabilidade.
E onde eu quero chegar com tudo isso, você pode está aí se perguntando, não é mesmo? Pois bem, meu amado ser que me lê aí do outro lado, a sua história está sendo contada como? Você tem contado a sua história, a sua vida em primeira ou em terceira pessoa?

Contar a nossa história em terceira pessoa é colocar nas circunstâncias, do mundo, na vida, nos outros as razões pelas quais você não caminhou aos passos que gostaria. É ir caminhando sem se saber onde quer chegar, o que quer alcançar, o que é essencial e o que é um propósito para você. É responsabilizar Deus e o mundo pelos seus infortúnios e não sair do lugar. “Sim, Mari, mas eu perdi meus pais, minha casa, meu emprego e não tenho mais ninguém nessa vida!” É realmente uma situação das mais desesperadoras, mas é o que existe agora. Esta é a sua realidade a partir de agora. O que você fará com ela?

Contar a sua história em primeira pessoa é assumir a tarefa de fazer o melhor que puder com o que se tem agora, com o que já nos foi dado, com as ferramentas que já foram adquiridas. É assumir a responsabilidade de cuidar da própria vida, entendendo que a dureza faz parte do jogo. As dificuldades, dores e sofrimentos sempre vão existir e, volta e meia, irão nos visitar; mas o que faremos depois? Óbvio que um momento de pausa, de medo, de respiro, de hesitação é necessário também neste processo. Mas e depois? É a atitude que a gente tem depois que dita a narrativa da nossa vida, meu amado.

Viver é um risco constante. E amadurecer é pagar o preço disso. Narrar a nossa história em primeira pessoa é assumir o controle do barco – naquilo que nos cabe – e parar com as acusações sob efeito kamikaze, atirando para todos os lados as culpas dos porquês sua vida não é como você gostaria que fosse. Repara que contrassenso! Você coloca na mão de outra pessoa a responsabilidade pela sua vida. A vida que é só sua!

Assumir a sua vida como sua e você como personagem principal dela, ator ativo e não só expectador passivo, é entender que a gente não controla ou dita o que vai acontecer com a gente; mas o que fazer com tudo isso, a postura e atitude que teremos, isso a gente pode ditar. E é aí que mora toda a diferença.

Quando a gente escolhe contar a nossa história em primeira pessoa – sim, é uma escolha – assumimos as possibilidades em nossa vida. Escolhemos ser leais, escolhemos ser bons profissionais, escolhemos ter caráter, escolhemos ter integridade, escolhemos ter relações mais saudáveis. Escolhemos o caminho que vamos percorrer e damos os passos necessários. Um por vez.
Mas é preciso fazer uma escolha, meu querido leitor.
Como você está contando sua história?


Mariana Benedito – Psicanalista em formação; MBA Executivo em Negócios; Pós-Graduada em Administração Mercadológica; Consultora de Projetos da AM3–Consultoria e Assessoria.
E-mail: [email protected]
Instagram: @maribenedito

Amanda Maron lança em Copenhage “Um poema pra cada dor”


Amanda é filha do jornalista Maurício Maron, um dos mais conceituados profissionais de comunicação do Sul da Bahia.

“Um poema pra cada dor” é o livro que será lançado na Dinamarca, neste final de semana, pela comunicóloga Amanda Maron. Ilheense de nascimento, formada em Comunicação Social pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) e com MBA em Marketing Digital, Amanda mora há quatro anos na Dinamarca, onde faz mestrado em Cognição e Comunicação, na Universidade de Copenhague.

A publicação é independente e pode ser adquirida pelo valor promocional de R$ 47,90 (frete incluído) até domingo, através de pedidos pelo email [email protected] Em uma live que acontecerá no domingo (21), às 14 horas (horário de Brasília), a autora falará sobre a obra, com apresentação de poemas, todos musicados pela artista baiana Lígia Callaz.

A transmissão ocorrerá pelo instagram da autora. O prefácio do livro é assinado pelo professor Luiz Felipe Souza Coelho, Doutor em Física, professor do IF-URFJ, poeta e historiador. O professor escreve: “O fato é que açúcar dos sonhos corre nas veias da poeta, a menina que cria universos onde o infinito brilha no olhar. (Brilhará também no olhar do outro, do amor que talvez tenha sido em parte criado por ela mesma? Será relevante para um Deus saber se as criaturas do Mundo que criou o amam? Quem sabe?)”.

“Escrevi meu primeiro poema aos 13 anos. Nessa fase difícil, em que eu descobria o amor e suas dores, minha poesia era a minha forma de me curar. Esse livro é uma coletânea de dores e amores e amantes. E com minhas rimas eu divido com o público um pouco de mim”, destaca a autora.

“Desde pequena, desde aqueles dias em que eu passava por fachadas dentro do carro e tentava ler todas elas em voz alta enquanto descobria o sentido das sílabas, desde os dias em que, nervosa para entender, tentava ler os artigos do meu pai no jornal, eu sonhava em palavras”, completa.

Paralelamente ao lançamento da obra, a comunicóloga também está apresentando o site da sua nova empresa de escrita criativa (www.amandamaron.com) na Dinamarca, com tradução em português e inglês. “Escrever é a minha paixão e eu faço disso o meu trabalho e o meu hobby. Criar essa empresa é a realização de finalmente trabalhar com aquilo que eu amo e não sentir que estou trabalhando”, define o novo projeto.

Com mais de cinco anos de experiência em escrita criativa, edição de livros, direito autoral, e mídias sociais, Amanda também é autora e vende títulos neste site. Em ‘Serviços’, você vai encontrar uma seleção de serviços de comunicação, revisão de textos, edição e criação de texto, assim como voiceover, narração, storytelling e outros

Teatro Popular de Ilhéus divulga programação de junho no Youtube


Cena de Romeu e Julieta, atração também online do Teatro Popular de Ilhéus

 Para manter uma programação cultural para o seu público durante o período de isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus, o Teatro Popular de Ilhéus criou o projeto TPIFLIX, com conteúdo semanal em seu canal no YouTube, convidando a todos a assistirem teatro sem sair de casa.

A página, que já possuía alguns vídeos de espetáculos na íntegra, documentários, trailers, entrevistas e cobertura de eventos, agora está disponibilizando materiais inéditos, produzidos pelo grupo de forma remota. E a programação do mês de junho possui 4 quadros periódicos que poderão ser conferidos pelo público através do link youtube.com/teatropopulardeilheus.

Nas três primeiras quintas-feiras do mês, ontem (04), 11 e 18, vai ao ar a peça “Romeu e Julieta”, uma versão interpretada por Vânia Nogueira e Gilberto Morais. Com três episódios, a obra conta a história de Romeu Montéquio, dedicado agrônomo por formação, e Julieta Capuleto, sábia astrônoma de profissão. Juntos, eles enfrentam a ira das desavenças de seus pais coronéis, inimigos jurados. A peça romântica, de classificação livre, é uma homenagem ao mês dos namorados.

Já às sextas-feiras continua acontecendo o quadro infantil “Recontando Histórias Populares”, que vem sendo postado desde o mês de abril. Interpretadas por Tânia Barbosa e com trilha sonora de Pablo Lisboa, as fábulas ganham versões com recursos especiais de filtros do instagram para dar vida aos personagens. Os vídeos têm classificação livre e traz importantes lições de moral.

 Vídeo, leitura e música

Quinzenalmente, até 20 de junho, o TPIFLIX posta vídeos e/ou músicas gravadas em 2013 durante o projeto “Sábado Sim” com bandas e artistas da nossa região. O projeto, que acontecia na Casa dos Artistas, antiga sede do Teatro Popular de Ilhéus, teve o intuito de valorizar e movimentar o cenário do rock ilheense e itabunense, e foi registrado pelo Núcleo de Audiovisual do TPI.

Por fim, aos domingos, Romualdo Lisboa continua montando o quadro “Letras de Nhoesembé: leituras de autores vivos de Ilhéus”. Com curadoria de Fabrício Brandão, editor da revista literária “Diversos Afins”, trata-se de uma tentativa de dar voz a uma geração de contistas, poetas e poetisas, romancistas, dramaturgos, escritores de diversos gêneros, que estão vivos, atuantes, escrevendo hoje, nesse contexto terrível de pandemia. Ilhéus possui uma cena muito produtiva no campo das letras.

A Academia de Letras de Ilhéus é um espaço de grandes escritores do passado, mas essencialmente de escritores do presente. Uma geração de literatos que para além de dialogar com os legados de Adonias Filho, Jorge Amado, Telmo Padilha, Hélio Pólvora, dentre tantos, constroem um novo caminho, um novo universo da literatura Grapiúna.

Venda antecipada

Além de seu conteúdo online, como forma de tentar custear a continuidade de sua manutenção e, especialmente, continuar pagando os salários sua equipe, o Teatro Popular de Ilhéus faz campanha para arrecadar recursos com venda antecipada de ingressos.

Está à venda um passaporte que dá direito a oito espetáculos que ocorrerão na Tenda quando as atividades forem restabelecidas. O valor do passaporte é de 80 reais, e é válido por um ano a partir da reabertura da programação para quaisquer eventos que venham a acontecer na Tenda durante esse prazo.

Para adquirir o passaporte, basta fazer um depósito identificado na conta do TPI e enviar o comprovante para o e-mail [email protected] ou para o whatsapp da instituição, no número (73) 98822-0057. O depósito deverá ser feito no Banco do Brasil, agência 3192-5, conta corrente 15598-5.

Para transferência entre bancos, a identificação é Teatro Popular de Ilhéus, CNPJ 05.348.041/0001-97. Ao enviar o comprovante, o comprador receberá um cartão digital com um QR Code que identifica a compra e garante a retirada dos ingressos quando as atividades da Tenda retornarem. Quem desejar comprar o passaporte para ajudar o grupo, mas não puder ir aos eventos, poderá optar por ter seus ingressos destinados a estudantes de escolas públicas.

Histórico de prêmios

Fundado em 1995 por Équio Reis (in memoriam), o grupo já produziu dezenas de espetáculos, tendo circulado em diversas cidades do Brasil, chegando também a se apresentar na Europa.

Em 2020 completa 25 anos de existência, cujas comemorações contarão com a publicação do livro “A vida é uma rima”, um ensaio biográfico do Teatro Popular de Ilhéus que está sendo escrito pelo crítico teatral e jornalista Valmir Santos. Além disso, antes da quarentena o grupo vinha se preparando para estrear o espetáculo “Sonho de uma noite de verão: ópera brega rock para acordar do pesadelo”, cuja estreia ainda não tem data.

O Teatro Popular de Ilhéus está localizado na avenida Soares Lopes, em Ilhéus, e é uma instituição cultural independente, atualmente mantida pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais – uma iniciativa da Secretaria de Cultura da Bahia com recursos do Fundo de Cultura do Estado da Bahia, mecanismo que custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada.

Cineasta itabunense pronto para brilhar nos Estados Unidos


Giovanni Costa Massa concluiu curso nos Estados Unidos e já está no mercado de trabalho

Texto: Celina Santos

Com diploma da Orange Coast College, na Califórnia, ou diante da Calçada da Fama, em Hollywood, o itabunense Giovanni Costa Massa exibe duas missões: contar histórias por meio da “telona” e a defesa da natureza do sul baiano. O profissional, de 26 anos, contou ao Diário Bahia sobre caminhos que pretende abraçar.

Giovanni é originalmente bacharel em Cinema e Audiovisual, pela Universidade Federal de Pelotas-RS; atualmente trabalha como editor de vídeos e colorista, nos Estados Unidos. Em 2019, ele fez um estágio em Hollywood num lote de gravações para canais de TV como a CW (que faz a série “Flash”) e onde foi gravado o filme que concorreu ao Oscar “A Rede Social”, e a série de TV “True Blood”. “Estar lá naquele espaço por alguns meses foi uma experiência incrível!”, descreve, emocionado.

Junto à “Calçada da Fama”, itabunense descreve período em Hollywood como “uma experiência incrível”

Dirigir para contribuir

O rapaz conta que já atuou em muitas áreas do mercado, desde a produção de vídeo e áudio à edição. Mesmo reconhecendo que já pensou em atuar e admitir que “leva jeito”, confessa que estar nos bastidores lhe desperta mais encanto. “Acredito que meu lugar e a minha paixão está mesmo atrás das telas, contando as histórias que precisam ser contadas, escrevendo e dirigindo para o cinema”, revela.

Além disso, conta o porquê da preferência dele no universo tão vasto do audiovisual. “Eu amo a narrativa visual e especialmente de que formas criativas podemos trabalhar com ela; espero ainda inspirar muitas pessoas com as histórias que tenho pra contar. Pois acredito que do mesmo jeito que diz o ditado ‘a arte imita a vida’, a arte das músicas, pinturas e filmes que assistimos também nos inspira a viver melhor e mais felizes”, filosofa.

Da imensidão que vem conhecendo – desde a teoria até a prática –, Giovanni acredita estar na direção e na narrativa visual o caminho para melhor contribuir com a sociedade. “Elaborando storyboards e criando uma densa simbologia visual para os filmes”, planeja, confessando ainda ter a natureza como uma segunda paixão. “As praias e Mata Atlântica da minha amada Bahia… Meu objetivo de vida seria poder proteger essas regiões ameaçadas do mundo e conscientizar as pessoas a amar e proteger a natureza da mesma forma”, completa.

Ao cinema brasileiro

Também perguntamos a Giovanni Massa que olhar ele tem sobre o cinema brasileiro, após a experiência em Hollywood, berço dessa arte no mundo. E ele chamou a atenção para o nível do que é produzido por aqui, inclusive frente às limitações financeiras enfrentadas.

“Eu acho que o cinema brasileiro tem uma qualidade artística e narrativa incrível, mesmo levando em conta a quantidade de produções americanas, que é tão maior. Ainda assim, conseguimos lançar filmes como Bacurau (2019) e Democracia em Vertigem (2019), que ganham reconhecimento mundial em Cannes [festival de cinema na França] e no Oscar. Se você pôr em perspectiva a quantidade de filmes produzidos no resto do mundo, essas são façanhas realmente fantásticas para uma indústria tão pequena quanto a brasileira”, avalia.

Ele pondera, também, que infelizmente a falta de apoio à indústria nacional nos últimos anos vai afetar muito a produção de cultura. “Mas esse é um país incrível com um povo extremamente criativo, portanto, em breve o Brasil se recuperará, tenho a certeza!”, afirma, esperançoso.

Deixa, ao final, uma mensagem que bem pode servir de inspiração à geração dele – e às demais também, é claro. “A educação foi essencial para mim; então, torço por um Brasil com escola acessível a todos e para um futuro novamente alinhado ao desenvolvimento sustentável e consciente!”.

E que cinema! E que tecnologia! Vá ao shopping de Itabuna conferir



O sul do Estado da Bahia conta com uma nova opção de lazer de qualidade na cidade de Itabuna. A Cinemark inaugurou no dia 19 de dezembro seu mais novo complexo de cinema, o único da região, no Shopping Jequitibá, reunindo conforto e o que há de mais avançado na tecnologia de exibição.

São 745 lugares distribuídos em quatro salas, que exibem desde lançamentos e grandes sucessos do cinema até conteúdos especiais oferecidos pela Rede. Para acompanhar as sessões, o público encontra no snack bar as tradicionais e saborosas pipocas da Rede, que podem ser salgadas, doces e de sabores especiais, com coberturas como manteiga de churrasco e pipoca ‘n’ cream. No cardápio, o cliente pode também escolher entre pão de queijo, cachorro quente e os salgadinhos chicken popcorn – receita de frango crocante -, além de balas, chocolates e refrigerantes. Uma seleção de combos, que reúnem diversas comidinhas e bebidas, pode ser encontrada com preços especiais.

No saguão do complexo estão distribuídos quatro totens de autoatendimento, onde os usuários podem consultar a programação completa e adquirir ingressos e produtos com apenas alguns toques na tela. As compras também podem ser feitas pelo APP Cinemark e pelo site da Rede.

Além disso, as bilheterias contam com leitores de QR Code, para pagamento via aplicativo Mercado Pago. A parceria entre a Rede e a fintech dá R$ 10 de desconto em qualquer compra, ingressos ou itens da bomboniere, a partir de R$ 20 – benefício que pode ser aproveitado até duas vezes ao mês. Clientes Vivo Valoriza e Bradesco também têm o benefício da meia-entrada na compra de ingressos.

Ao inaugurar seu 88º complexo em Itabuna, a Cinemark se aproxima cada vez mais do público brasileiro e traz para a população da cidade e da região o melhor da sétima arte.

URUÇUCA APRESENTA MOSTRA DE DANÇA DO PROASSIST


Ao término de mais um ano de um belíssimo trabalho, as crianças e adolescentes que fazem parte do  Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos do  CRAS, tiveram a oportunidade de apresentar o espetáculo Floresta, em comemoração aos 67 anos de emancipação política de Uruçuca. A apresentação aconteceu na praça Gilberto Moura no último dia 12.
Inspirada no encanto do meio ambiente, o espetáculo Floresta mostrou ao público a beleza de dançar a magia da natureza em suas mais diferentes formas, cores, sons e movimentos. A professora e coreógrafa do Proassist, e também diretora do espetáculo, Isabella Kruschewsky, parabenizou seus alunos pela dedicação e pela apresentação e agradeceu o empenho da Prefeitura em manter esse projeto de dança. “Poucas são as prefeituras na nossa região que se esforçam para oferecer aos alunos a qualidade de aulas como temos aqui em Uruçuca. Parabéns ao prefeito Moacyr, a secretária Karine Siqueira e toda equipe do CRAS. Parabéns Uruçuca pelos jovens artistas que estão surgindo”, completou.
Mais uma vez a comunidade se fez presente e prestigiou esse momento tão marcante, organizado pela secretaria de Assistência Social e promovido pela Prefeitura de Uruçuca. A seguir, a cobertura fotográfica do evento.

Manoel Chaves Neto: “O cinema consolida o Shopping Jequitibá como centro de lazer no Sul da Bahia”


O Shopping Jequitibá vive uma virada de ano especial, com grandes expectativas para 2020. A implantação da segunda etapa de ampliação, que trouxe lojas-âncora como Casas Bahia e Kalunga, e implantação do cinema Cinemark, nesta semana, são marcos na história do empreendimento fruto do espírito visionário e arrojado de Helenilson Chaves e  consolidado por seu filho e atual diretor, Manoel Chaves Neto.

Nesta entrevista, Manoel Chaves Neto fala do impacto da chegada do cinema e das novas lojas, dos novos empreendimentos que serão inaugurados e de seu otimismo com o novo momento econômico vivido pelo Sul da Bahia.

P-O que a inauguração do cinema representa para o Shopping Jequitibá?

Manoel Chaves Neto – Representa e consolida o retorno da cultura, lazer, entretenimento, encontros, emoções, diversão e sem dúvida muita alegria para todos do Sul da Bahia.

P-Qual a expectativa de fluxo de pessoas no shopping com a inauguração do cinema?

Manoel Chaves Neto ⁃ O mês de novembro já superou significativamente nossas expectativas, com um crescimento de 19% no fluxo de veículos e 31% no fluxo de pessoas, impactados pela inauguração de lojas âncora como Kalunga e Casas Bahia. Além disso, o tempo de permanência das pessoas no Jequitibá aumentou de forma relevante.

P-O cinema tem capacidade de expansão?

Manoel Chaves Neto ⁃ O cinema do Shopping Jequitibá vem com aproximadamente 750 lugares, tendo já um espaço assegurado para futura ampliação de pelo menos 450 lugares. Esta ampliação será regulada pelo mercado, a depender da demanda de público nas salas de exibição.

P-Você considera o Jequitibá um shopping com o seu mix completo?

Manoel Chaves Neto ⁃ Consideramos que o Shopping Jequitibá esteja atualmente com seu mix de lojas completo, atendendo uma demanda regional, levando ao empreendimento ter a característica de um Shopping  Dominante no Sul da Bahia.

P- Além da ampliação, quais as modificações e reformas realizadas no shopping?

Manoel Chaves Neto ⁃ Além da bela ampliação realizada no L2, contemplando um amplo espaço de convivência moderno, confortável e democrático, trouxemos diversas e novas operações para o mix do Jequitibá. Fizemos também, significativas interferências em todo mal/corredores do shopping, reforma completa da Praça de Alimentação e substituição de todo mobiliário.

P- Quais lojas ainda estão para serem inauguradas?

Manoel Chaves Neto – Para janeiro de 2020 teremos a Smart Fit  e a  ISE japonês e grelhados, em fevereiro a Meu Chapa e Nova Detalhes, ,em março a Natura e Alameda de Serviços, e em abril Vivara, Mariposa  e Nova Look.

P-  Ainda existe capacidade de ampliação  do Shopping?

Manoel Chaves Neto ⁃ O Shopping Jequitibá, após a implantação da ampliação passou a ter 29.700 m2 de ABL (Área Bruta Locável), 750 vagas de estacionamento, 143 operações, 680 assentos na praça de alimentação, e um cinema com 750 lugares. Sempre pensamos estrategicamente e de longo prazo no Shopping Jequitibá, pois hoje, já temos aprovado e com alvará em mãos, mais uma nova ampliação de mais 12.000 m2 de novas ABL, mais 400 vagas de estacionamento num deck park, ampliação de mais 600 lugares na praça de alimentação e mais duas salas de cinema. Entretanto, a data da concretização deste potencial será determinada pelo mercado e do nosso poder de consumo.

P- A Clínica Médica, já  anunciada, ainda vem para o Jequitibá?

Manoel Chaves Neto ⁃ A Clínica Médica e Diagnostica será uma realidade. O que ocorreu foi um atraso no processo de implantação, mas teremos uma clínica  mais completa, mais ampla e com muito mais opções de serviços e atendimentos.

P- Como foram as vendas do Black Friday? E a expectativa para as vendas de Natal?

Manoel Chaves Neto- As vendas do Black Friday foram excelentes, pois tivemos o fluxo de 7.684 veículos, aproximadamente 37.000 pessoas e uma venda no dia de R$6.200.000, fazendo com que, todos indicadores ficassem acima dos dois dígitos positivamente. E expectativa para o Natal é igualmente positiva, o que já pode ser verificado ao longo da semana.

P- Quais perspectiva para o Shopping Jequitibá nos próximos anos?

Manoel Chaves Neto – Não podemos falar de perspectiva do Shopping Jequitibá, sem falar no cenário macro e micro econômico. No cenário macro econômico, temos a  perspectiva   de crescimento do PIB em 2,25%, inflação abaixo do teto 3,60%,  taxa de juros no menor patamar histórico em 4,50%,  desemprego em 11,40% ainda num alto patamar, mas com expectativa de baixa,  aprovação das reformas tributárias, administrativas e política e a IBOVESPA no recorde histórico de 135.000 pontos.

Já no cenário micro econômico, temos a perspectiva,  maior atratividade de Itabuna, com advindo da Policlínica, Teatro, reforma do Centro de Cultura, faculdades públicas e privadas,  investimentos estruturantes realizado pelo Governo do Estado na infraestrutura do Sul da Bahia, com a construção da Barragem em Itapé, Ponte Ilhéus – Pontal, autorização da duplicação da rodovia Ilhéus – Itabuna, construção do Porto Sul, incentivo na cultura e cultivo do cacau na busca de novos nichos de mercado  com a produção de chocolate, implantação de gasoduto da “Bahia Gás” na porta de diversas empresas  e a Participação mais efetiva e dinâmica do empresariado e profissionais liberais regional nas entidades de classes e pretensões partidárias na busca de uma tribuna para ativamente representar os empreendedores que geram 70% dos postos de trabalho em nossa cidade.

Qual mensagem que você gostaria de deixar para 2020?

Manoel Chaves Neto ⁃ A mensagem que nós do Shopping Jequitibá deixamos para todos é de que usem e abusem do Jequitibá, ele é seu, pois realizamos com muita dedicação, amor e carinho todos estes investimentos e melhorias, pensando única e exclusivamente na nossa população do Sul da Bahia. Todo o nosso trabalho é focado em trazer o que há de melhor e mais modernos ao alcance democrático e sem distinção de todos 1.200.000 habitantes da nossa região. Desejo também, um Feliz Natal e 2020 com muita saúde, paz, alegria e muitas realizações.

Marcelo Ganem reúne convidados em Luau do Jequitibá


Marcelo Ganem

Sexta-feira, 13 de dezembro, noite de lua cheia, é uma data arrepiante no imaginário dos cinéfilos de plantão. No entanto, nesta noite que se aproxima, os arrepios serão de outra ordem: natureza, história, boa música, bom ambiente. Certamente, ingredientes perfeitos para os bons encontros. Localizado ao pé da Serra do Jequitibá, em Buerarema, o Aquarius Pesque receberá, a partir das 20 horas, show de Marcelo Ganem e convidados, em prol do Programa Germinar.

Como o nome sugere, a iniciativa é uma formação para indivíduos que buscam a transformação social em seu entorno. Naquela cidade, instituições como a Casa da Criança, o Instituto Macuco Jequitibá e a Loja Móveis São Jorge já foram atendidas por meio da consultoria desse projeto.

Inclusão e tecnologia

Os idealizadores deixam claro que o Germinar acredita na inclusão social e na fraternidade econômica. “Só assim, é possível atingir aqueles que mais precisam de emancipação, empoderamento”, argumentam sobre o programa, ganhador do Prêmio Tecnologia Social do Banco do Brasil, em 2014.

Nascida em Santa Luz, no sertão da Bahia, é uma formação ligada aos mais conceituados institutos sociais do planeta. Acontece hoje em todas as regiões do Brasil, na Argentina, no Chile e no México.

Além de Ganem, Claudia Ferreira, Lígia Callaz e Itassussi e banda presenteiam esta ação em um belo show. Toda a renda será revertida para o Programa Germinar, que abrirá nova turma no próximo ano. “Venha se encantar com a gente!”, convidam os artistas.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone/WhatsApp (73) 98123-0802.

Festival de Teatro do Interior da Bahia abre inscrições


Estão abertas as inscrições para a 4ª Festival de Teatro do Interior da Bahia. Companhias, produtoras, grupos ou artista independente, titular de um espetáculo teatral do interior, podem se inscrever por meio do formulário online no link

https://forms.gle/rGngDMUF3M3AJACX6 até o dia 30 de dezembro de 2019. As 12 montagens selecionadas serão divulgadas até o dia 15 de janeiro de 2020 nas redes sociais do festival e imprensa.

A partir daí, os 12 espetáculos irão integrar o Festival propriamente dito, que acontece em três cidades baianas entre os meses de fevereiro e março. A curadoria do evento será responsável por convidar mais duas montagens das cidades-sede do projeto para participar da programação, que inclui também mesas redondas, palestras e oficinas.

Cada montagem contemplada se apresentará duas vezes. As cinco melhores serão indicadas ao mais prestigiado prêmio do teatro baiano, o Prêmio Braskem de Teatro, na categoria Espetáculo do Interior da Bahia. Idealizada em 2015, junto com a primeira edição do Festival de Teatro do Interior, a categoria tem o objetivo de valorizar, reconhecer e premiar a produção teatral do estado, abrindo espaço para o surgimento de novos talentos.

4º Festival de Teatro do Interior da Bahia tem realização da Polo Cultural, marketing cultural da Caderno 2 Produções, patrocínio da Braskem e do Governo do Estado da Bahia por meio do Fazcultura. O edital da seleção para o Festival pode ser solicitado pelo email [email protected]

Sobre a Braskem

Os 8 mil Integrantes da Braskem se empenham todos os dias para melhorar a vida das pessoas por meio de soluções sustentáveis da química e do plástico, engajados na cadeia de valor para o fortalecimento da Economia Circular. Com 41 unidades industriais no Brasil, EUA, México e Alemanha e receita líquida de R$ 58 bilhões (US$ 15,8 milhões), a Braskem possui produção anual de mais de 20 milhões de toneladas de resinas plásticas e produtos químicos e exporta para Clientes em aproximadamente 100 países.

FAZCULTURA – Parceria entre a SecultBA e a Secretaria da Fazenda (Sefaz), o mecanismo integra o Sistema Estadual de Fomento à Cultura, composto também pelo Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). O objetivo é promover ações de patrocínio cultural por meio de renúncia fiscal, contribuindo para estimular o desenvolvimento cultural da Bahia, ao tempo em que possibilita às empresas patrocinadoras associar sua imagem diretamente às ações culturais que considerem mais adequadas, levando em consideração que esse tipo de patrocínio conta atualmente com um expressivo apoio da opinião pública.

Veja as primeiras imagens do cinema do shopping de Itabuna


Está ficando lindo! Aliás, está lindo, pois as obras praticamente já acabaram. Dentro dos próximos dias, portanto, Itabuna terá o seu cinema. A contagem repressiva para a inauguração foi lançada.

Ao Diário Bahia/revista Bellas, o empresário Neto Chaves, diretor do Shopping Jequitibá, informou que até o dia 19 deste mês tudo estará pronto. E, finalmente, o espaço de cultura e lazer estará à disposição da comunidade regional.

A implantação do cinema faz parte do projeto de ampliação do shopping itabunense, que, recentemente, passou por uma reforma completa. Recebeu, inclusive, novas lojas.