Chapada Dimantina: Conheça a Beleza e o Encanto da Bahia


Chapada-Diamantina-Sunset

A Chapada Diamantina reúne variados atrativos naturais e culturais, no coração do Estado da Bahia. Roteiro certo para quem busca paz e tranquilidade ou para quem está atrás de história e aventura.

A vasta Mata Atlântica, campos floridos e planícies de um verde sem fim dividem a paisagem com toques de caatinga e cerrado. Imensos paredões, desfiladeiros, cânions, grutas, cavernas, rios e cachoeiras completam o cenário de rara beleza da Chapada Diamantina. Inicialmente habitada pelos índios Maracás, a ocupação de fato da região remonta aos anos áureos da exploração de jazidas e minérios, a partir de 1710, quando foi encontrado ouro próximo ao Rio de Contas Pequeno, marcando o início da chegada dos bandeirantes e exploradores. Em 1844, a colonização é impulsionada pela descoberta de diamantes valiosos nos arredores do Rio Mucugê, e os comerciantes, colonos, jesuítas e estrangeiros se espalham pelas vilas, controladas e reguladas pela força da riqueza. A atividade agropecuária tomba diante da opulência do garimpo.

Reduto de belezas naturais, a Chapada abarca uma diversidade grande de fauna e flora. São mais de 50 tipos de orquídeas, bromélias e trepadeiras, além de espécies animais raras, como o tamanduá-bandeira, tatu-canastra, porco-espinho, gatos selvagens, capivaras e inúmeros tipos de pássaros e cobras. O Parque Nacional da Chapada Diamantina, criado na década de 80 do séc. XX, atua como órgão protetor de toda essa exuberância.

Conheça Porto Seguro, destino da Suíça para concentração na Copa


destino-porto-seguro-praia-do-muta-main

Praias de Porto Seguro
Antes de escolher para qual praia o viajante quer ir, é preciso decidir primeiro se a proposta é frequentar uma praia badalada ou sossegada. Porto Seguro consegue reunir praias próximas que possuem objetivos diferentes.
A dica para ficar em praias tranquilas é conhecer Mutá e Coroa Vermelha, ambas possuem águas claras, pequenas faixas de areia e muita tranquilidade. Nessa região, o visitante fica tranquilo sem a presença de badalação. Praias nesse estilo calmo são: Curuípe, Rio dos Mangues e Ponta Grande.
Já quem prefere badalação, a ideia é conhecer Taperapuã, localizada a 7 km do centro de Porto Seguro. A praia possui diversas megabarracas, que contam com espaços de música baiana, dança com as coreografias do verão, shows, dançarinos e humoristas. Localidades com o mesmo estilo são: Mundaí e Itacimirim.
Reserva Indígena da Jaqueira
Não dá para deixar de visitar a Reserva Indígena da Jaqueira, que possui 827 hectares de mata nativa e ocas espalhadas pela reserva, ainda no formato original. Os indígenas que moram na localidade recebem os visitantes vestidos e pintados a caráter e ainda apresentam danças e rituais. O turista que chega ao local pode praticar arco e flecha, comprar artesanato local, adquirir artesanato confeccionado na própria tribo, fazer trilhas e degustar a culinária típica, que inclui pratos como o peixe assado na folha da patioba (espécie de palmeira). Para fazer a visita, é necessário o agendamento com a Associação Pataxó de Ecoturismo.

Thábata Mendes comemora sucesso na XCalypso


Thábata-Mendes-672x437A estreia de Thábata Mendes na XCalypso no último dia 3, em Ananindeua, na Grande Belém, foi um sucesso. Em entrevista ao jornal Extra desta quinta-feira (7), ela falou sobre o show.
“Me surpreendi muito com a reação do público. Foi muito positiva. Juro que esperava vaias, ovos e tomates em cima de mim”, disse Thábata.
Ela vai fazer mais seis shows ao lado de Ximbinha.”Ele me fala para me manter firme, com a humildade intacta e sempre fiel à minha essência, à minha identidade artística”.
A cantora garante que não tem tempo para romances. Ela está solteira há meses: “Não estou envolvida sentimentalmente com ninguém, só com o meu trabalho”.
Por fim ela falou que ainda não está ganhando dinheiro: “Ainda não estou ganhando dinheiro, não. Mas se Deus quiser, ele vai me proporcionar muito mais que a fama. Vai me dar o sucesso. Se for da vontade Dele, é claro”.

Novo Shopping de Vitória da Conquista está saindo do Papel.


banner01 (1)

 

Localizado na Avenida Olívia Flores, o Boulevard Shopping Vitória da Conquista deverá ser inaugurado dentro de dois anos, fazendo parte de um complexo mixed use desenvolvido para contemplar os segmentos residencial, empresarial e hoteleiro. Confira algumas imagens do que será o maior Shopping Center do interior baiano e mais informações no site oficial.

Star Wars: O Despertar da Força’ pode fracassar na China


battlefrontcapa00
Após quebrar recordes no mundo todo, ‘Star Wars: O Despertar da Força‘ estreia hoje no segundo maior mercado de cinema do mundo: a China. E, segundo especialistas, o filme deve enfrentar dificuldade para ultrapassar ‘Avatar‘ nas bilheterias de lá.

O motivo? A franquia ‘Star Wars‘ não é conhecida na China. Os primeiros filmes da saga foram exibidos pela primeira vez nos cinemas chineses durante a 18ª edição do Festival Internacional de Shanghai, que aconteceu em Dezembro de 2015. O evento marcou a primeira exibição de ‘Guerra nas Estrelas’ (1977), ‘Star Wars: Episódio V – O Império Contra-Ataca’ (1980) e ‘Star Wars: Episódio VI – O Retorno do Jedi’ (1983) em um cinema da China.

Os seis filmes da franquia foram censurados no país por décadas.

A China é conhecida por sua alta censura com todo e qualquer conteúdo violento e político, e os filmes norte-americanos passam por uma alta avaliação para estrear por lá. Apenas 10% das produções norte-americanas são lançadas na China, após passar pelos censores extremamente rígidos. Apesar de ser o segundo maior mercado cinematográfico do mundo, atrás apenas dos EUA, o governo chinês mantém um bloqueio sobre o número de filmes estrangeiros que são exibidos por lá.

Segundo a companhia financeira Nomura Holdings, ‘Star Wars: O Despertar da Força‘ deve arrecadar em torno de US$ 230 milhões se fizer o sucesso esperado por lá, após a fortíssima campanha de marketing da Walt Disney.

Coletivos de arte fazem releitura de obra de Jorge Amado


RTEmagicC_HaveDream.jpg

Durante quatro tardes de domingo dos meses de janeiro e fevereiro, dois coletivos de arte de Salvador farão uma releitura da obra de Jorge Amado em quatro bairros periféricos da cidade. O projeto, intitulado  “I have a dream: dos capitães da areia aos jovens em situação de rua”, envolve poesia, literatura e performances. Todas as modalidades artísticas buscam um diálogo entre a obra “Capitães da Areia” e a realidade das ruas da capital baiana.

As atividades serão conduzidas por arte-educadores, profissionais de saúde e assistentes sociais nas ruas do Pelourinho, Aquidabã, na Praça das Mãos, Fazenda Grande do Retiro, e finalizam no Espaço Cultural Porto dos Livros, no Porto da Barra. A programação de atividades do projeto tem como objetivo abrir espaço para o protagonismo dos jovens em situação de rua, bem como dedicar um momento às oficinas de criação e experimentação literária com eles.

“I have a dream…” é promovido pelo coletivo Arte Marginal Salvador e pelo grupo de arte popular A Pombagem e foi contemplado pelo edital Arte em Toda Parte da Fundação Gregório de Matos.

O grupo de teatro de rua A Pombagem realizará, nas quatro datas do projeto, leituras dramáticas e apresentação do espetáculo intitulado “Pedro Bala Entre a Pedra e a Bala”, com texto e direção de Fabricio Britto. O espetáculo apresenta uma versão atual de uma das personagens mais marcantes da obra de Jorge Amado “capitães de Areia”, o Pedro Bala.

PROGRAMAÇÃO

Ivete Sangalo: Quem é essa aí, papai?


batacla-1-1920x1080

O sangue baiano de Ivete Sangalo subiu durante um show na cidade de Guarajuba, litoral norte da Bahia, nesta sexta-feira. No palco, a cantora viu de longe o marido, Daniel Cady, conversando com uma mulher e deu um puxão de orelha no nutricionista, que acompanhava a apresentação da mulher num camarote.

“Quem é essa aí, papai? Tá cheia de assunto, hein?”, disse, irritada, a baiana.

Pavimentação da BA-480 beneficia 30 mil moradores na Chapada


A via tem uma extensão de 11 quilômetros

O deslocamento dos habitantes dos municípios de Iraquara, Carne Assada, Souto Soares e região da Chapada Diamantina vai ficar mais rápido e seguro com a entrega da pavimentação de trecho da BA-480, na manhã desta sexta-feira (12). A via, que tem uma extensão de 11 quilômetros, fica entre a sede de Iraquara e o distrito de Iraporanga, beneficiando mais de 30 mil pessoas que moram nos locais próximos e utilizam a rodovia principalmente para transporte de pessoas e escoamento da produção agrícola. A cerimônia oficial de inauguração, realizada na Vila de Iraporanga, contou com a participação do governador Rui Costa, acompanhado do secretário estadual de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, e de outros representantes do Estado e dos municípios beneficiados. À população da cidade de Iraquara, o governador falou sobre a importância do investimento na rodovia, da ordem de R$ 4,3 milhões. “As estradas que cortam o interior da Bahia e ligam os municípios aos distritos, como esta, permitem que a viagem de quem precisa seja mais segura, mais rápida. Queremos continuar investindo em cidades como Iraquara”, afirmou Rui. Em continuidade à série de visitas às escolas no interior do estado, Rui Costa aproveitou a passagem pelo distrito de Iraporanga para visitar e conhecer as instalações do Educandário Roberto Figueira Santos, com cerca de 400 alunos desde a educação infantil até o ensino médio. Já na sede do município de Iraquara, ele visitou o Centro Educacional Manuel Teixeira Leite, onde conversou com professores e visitou todas as salas, auditório e instalações administrativas. As demandas foram colhidas pelo governador e serão encaminhadas para a Secretaria de Educação.

Nível do Cantareira fica estável em 20,1% da capacidade


Nível do Sistema Cantareira ficou estável de ontem (11) para hoje (12)

O nível do Sistema Cantareira ficou estável de ontem (11) para hoje (12) em 20,1% de sua capacidade de armazenamento, de acordo com medição feita pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). No cálculo que contabiliza a reserva técnica, volume de água que fica abaixo das comportas e que só pode ser retirado por meio de bombeamento, o nível está em 9,2% do total da capacidade de operação. O nível do Sistema Guarapiranga baixou, ao passar de 77,9% para 77,7%. No Alto Cotia, houve queda de 66% para 65,9%. O Rio Grande teve redução de 90,9% para 90,6%. No Alto Tietê, o nível passou de 21,2% para 21,1%. O Rio Claro registrou leve elevação, de 54,3% para 54,4%.