Atividade física e alimentação são aliadas no combate aos desconfortos causados pela menopausa


Período marcado pela ausência de ciclo menstrual durante doze meses a menopausa resulta da queda brusca da produção hormonal, fazendo com que a maioria das mulheres apresentem sintomas desconfortáveis a exemplo dos fogachos, redução da libido, secura vaginal e alterações no humor e no sono. Em geral, estes sintomas são sentidos antes mesmo da chegada da menopausa, no período conhecido como climatério, que nada mais é que a fase que antecede a cessão completa da menstruação, gerando desconforto e impactando negativamente na qualidade de vida das mulheres.
Entre os tratamentos utilizados para amenizar os sintomas e reverter os impactos negativos causados ao bem-estar físico e emocional das mulheres está a terapia de reposição hormonal, podendo esta ser feita de diferentes formas, dentre elas a colocação de implantes e/ou o uso de gel. Entretanto, o médico ginecologista Dr. Jorge Valente alerta que, para isso, é necessário realizar uma ampla avaliação de exames laboratoriais e de imagem. Sendo a reposição prescrita, o médico explica que independente da via que a terapia de reposição for administrada, sua eficácia se torna mais evidente quando realizada de maneira complementar a uma terapêutica que engloba outras ações que estão diretamente relacionadas à atenção à saúde como um todo, como a adoção de um estilo de vida saudável com alimentação equilibrada, prática regular de exercícios físicos e noites bem dormidas.
O médico afirma que o cuidado com a alimentação é essencial para driblar os desconfortos da menopausa. “Evitar alimentos industrializados e priorizar o consumo de frutas, verduras, hortaliças, cereais, peixes, entre outros alimentos ricos em vitaminas, ácidos graxos, cálcio e nutrientes, contribuem não só para o bom funcionamento do organismo feminino, mas, também, na proteção contra doenças a exemplo da osteoporose, diabetes, obesidade, hipertensão e cardiopatias”, destaca Dr. Jorge Valente.
De acordo com o médico, a adoção de bons hábitos colaboram também para o aumento da disposição e para o bom humor, fatores que, segundo ele, ajudam a encarar todas estas mudanças vivenciadas durante a menopausa. Outra importante aliada para a redução dos incômodos vividos neste período é a atividade física. “Essencial para a saúde e qualidade de vida de todos os indivíduos, a prática de exercício se torna ainda mais importante nessa fase da vida da mulher, tendo em vista a sua contribuição para a regulação do metabolismo, manutenção do peso corporal e redução de fatores de risco de doenças associadas ao sedentarismo e à queda na produção hormonal”, explica o ginecologista.
O médico ressalta ainda que ao notar o surgimento de sintomas relacionados à chegada do climatério e menopausa a mulher deve conversar com o seu médico ginecologista para que este possa avaliar de maneira criteriosa e individualizada os meios mais adequados para tratar os sintomas, cuidado da sua saúde e qualidade de vida.

Sobre o Dr. Jorge Valente
Médico pós-graduado em medicina ortomolecular e em longevidade, especialista em ginecologia pela FEBRASGO, com 25 anos de atuação na área de ginecologia endócrina, atuando em reposição hormonal, emagrecimento e foco na saúde integral, onde o estilo de vida é a base do tratamento.

Shopping Jequitibá promove campanha “Árvores dos Sonhos”


A magia e o espírito solidário do Natal estão presentes na campanha “Arvore dos Sonhos”, promovida pelo Shopping Jequitibá, que tem o objetivo de proporcionar momentos de alegria para crianças carentes de Itabuna.

A campanha vai até o dia 20 de dezembro e o estande da “Árvore dos Sonhos” está localizado no térreo do shopping, próximo à escada rolante, onde os clientes são convidados a escolher um ou mais cartõezinhos, cada um representando o desejo de uma criança. A comunidade pode contribuir comprando o presente desejado e entregando-o no ponto de coleta.

A meta da campanha “Árvore dos Sonhos” é atender cerca de 500 crianças, beneficiando instituições como GAPA, Núcleo Cuidar, Escola Ação e Cidadania, GACC (Grupo de Apoio à Criança com Câncer), AMA (Associação de Pais e Amigos do Autista de Itabuna) e a AACRRI (Associação de Agentes Ambientais e Catadores de Materiais Reutilizáveis e Recicláveis de Itabuna).

A gerente de marketing do Shopping Jequitibá, Kaliane Rocha, disse esperar que a comunidade se una para tornar esta ação exitosa. “Acreditamos no poder da solidariedade e estamos confiantes de que, juntos, podemos fazer a diferença na vida dessas crianças. Cada presente conta, e cada sorriso é uma vitória compartilhada”, ressaltou.

Mais informações sobre a campanha “Árvore dos Sonhos” em www.shoppingjequitiba.com.br

Rede Bahia lança Campanha “Natal do Bem” 2023 e arrecada brinquedos ao longo do mês de dezembro


Rede Bahia, a partir da TV Bahia e demais afiliadas presentes no interior, deu o start no sexto ano da campanha “Natal do Bem”, que estimula o espírito solidário a partir da doação de brinquedos para crianças de várias regiões do estado.

Além da capital baiana, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Itabuna, Juazeiro e Barreiras, cidades onde a Rede Bahia tem as suas emissoras de TV, estarão engajadas na campanha. Os brinquedos serão recebidos em pontos fixos, no período de 27/11 a 16/12, sendo que no último dia uma grande movimentação será realizada em todo o estado com o Dia D do Natal do Bem.

A PMBA é parceira da ação em todo o estado e, na capital baiana, temos também o apoio da CUFA, Casa Pia e da Polícia Civil.

Confira os pontos de coleta espalhados em Itabuna:

Novo voo de Salvador para Boipeba impulsiona turismo na Costa do Dendê


Decolar do aeroporto de Salvador, sobrevoar o litoral do baixo sul baiano e chegar a um destino paradisíaco, em apenas 25 minutos. Essa é a experiência oferecida pelo voo da capital para Boipeba, distrito de Cairu, na zona turística Costa do Dendê, com operações da Abaeté Linhas Aéreas, a partir de 14 de dezembro.
A nova linha será lançada, na próxima terça-feira (5), às 18h, no hangar da companhia, no bairro de São Cristóvão, em evento promovido por meio de parceria entre a Abaeté e a Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA), que terá a participação de representantes do trade turístico. Serão dois voos por semana (segunda e quinta-feira), em aeronave Caravan, com capacidade para nove passageiros. As passagens já podem ser adquiridas no site da empresa aérea.
“Os pousos e decolagens em Boipeba acontecerão na pista particular da Fazenda Pontal, que apresenta todos os requisitos de segurança operacional. O estabelecimento ainda disponibiliza estrutura de translado para o cais da vila. Assim como os voos para Barra Grande e Morro de São Paulo, que já são operados pela nossa companhia, a rota para Boipeba chega com valor agregado”, destaca o CEO da Abaeté, Héctor Hamada.
O voo vai facilitar o acesso aos atrativos do arquipélago de Tinharé, onde ficam as localidades de Boipeba, Moreré, Monte Alegre e São Sebastião, com praias cristalinas, recifes de corais, manguezais e vegetação nativa, além da rica gastronomia regional. “A Costa do Dendê guarda belezas naturais ainda pouco conhecidas. Após a consolidação de Morro de São Paulo como um dos destinos mais procurados do país, Boipeba e outros vilarejos vizinhos serão redescobertos pelos viajantes e entrarão em um novo ciclo de desenvolvimento turístico, estimulado pela conectividade aérea com Salvador e suas conexões nacionais e internacionais”, ressalta o titular da Setur-BA, Maurício Bacelar.

Conheça a programação do Dezembro Vermelho em Itabuna


Prefeitura de Itabuna em conjunto com o Centro de Referência em Prevenção, Assistência e Tratamento (CERPAT), da Secretaria Municipal de Saúde, e as organizações não-governamentais Grupo de Apoio à Prevenção da AIDS (GAPA), Grupo Humanus e o Movimento Nacional das Cidadãs Positivas realizaram na manhã de sexta-feira, dia 1º, uma mobilização de conscientização da prevenção e tratamento à AIDS no lançamento do Dezembro Vermelho.

A ação aconteceu em três pontos de grande fluxo de pessoas na área central da cidade: praças Adami e Otávio Mangabeira e Avenida Juracy Magalhães. Nesses locais foram distribuídos preservativos de uso interno e externo, ou seja, masculinos e femininos, gel lubrificante e panfletos educativos para a população.

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Lívia Mendes Aguiar, durante todo o mês de dezembro haverá ações educativas na prevenção e tratamento da AIDS e ISTs nas Unidades Básicas e de Saúde da Família e nas instituições de ensino municipal.
Lívia destaca a luta de combate à AIDS no município e a importância de trabalhar em parceria com outras entidades em questões tão sensíveis como a prevenção e tratamento das DSTs, em especial a AIDS e conscientizar o itabunense de como evitar a contaminação e autoproteção.

“Na verdade, temos aqui instituições como as ONGs que são bastante atuantes nessa luta de conscientização e estamos sempre discutindo qual a melhor maneira de fazer um movimento conjunto para atender os anseios e às necessidades dessa parcela da população” afirmou a secretária.

Atualmente, o CERPAT presta assistência a cerca de 2.800 pessoas para tratamento de HIV, sendo 162 diagnósticos somente em 2023. Para Fernanda Barros, coordenadora do CERPAT a mobilização tem como maior objetivo educar a população a respeito da prevenção e do tratamento das DSTs, HIV, AIDS, além de conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce para a efetividade do tratamento.

Para as pessoas que desejam realizar o teste de HIV e ter mais conhecimento na prevenção e tratamento das DSTs, o CERPAT funciona na Rua Manoel Fogueira, nº167, Centro. Os atendimentos começam a partir das 7 h e vão até as 17 horas de segunda a sexta-feira.

São José Beach Club promove Reveillon “A Natureza em Festa”


O São José Beach Club, localizado no Villas de São José, um complexo residencial hoteleiro encravado entre o mar e a mata nativa em Itacaré, no Sul da Bahia, um dos principais destinos turísticos do pais, a apenas uma hora de Ilhéus, promove na virada do ano o Reveillon “A Natureza em Festa”.

No dia 31, a animação fica por conta de Aram Wesley e Banda e o DJ Rafa Gouveia, com a música que vai marcar o ritmo do Ano Novo, e buffet all inclusive do renomado Chef Leleco, que além do melhor da gastronomia , inclui roskas de frutas, cerveja e refrigerante.

E a festa continua nos dias 1 e 2 de janeiro, com Aram e Banda e o DJ Rafa Rodrigues comandando uma ´pool party´ na piscina, com vista para a paradisíaca e exclusiva praia de São José

“Vamos realizar o evento mais charmoso do litoral baiano, comemorando a chegada do Ano Novo em grande estilo e desfrutando momentos inesquecíveis nesse cenário deslumbrante”, afirma Karen Ferraz, diretora do São José Beach Club.

Os ingressos podem ser adquiridos através do Sympla. Para mais informações, contato pelo fone/whats app (73) 99192-0094.

JOSÉ CARLOS SANTANA É O NOVO PRESIDENTE DO ROTARY CLUB DE ITABUNA SUL


O funcionário público federal José Carlos Santana tomou posse como novo presidente do Rotary Club de Itabuna Sul para o período de 2023/2024, em substituição a Manoel Brito. A solenidade foi realizada na Churrascaria Los Pampas e na ocasião também tomou posse o Conselho Diretor.

José Carlos Santana tem 68 anos, é casado com Marlene Sousa, pai de Antônio Carlos e associado ao Rotary há seis anos. Em seu discurso, ressaltou que dará continuidade aos trabalhos que a entidade realiza. “Vamos seguir ajudando instituições filantrópicas e apoiando ações importantes para a cidade. Também pretendo atrair novos associados, principalmente mais mulheres para fazer parte do Rotary”, explicou.

Dever cumprido

Ao passar o cargo, Manoel Brito, declarou que o sentimento era de dever cumprido em ter ajudado instituições de caridade e a comunidade itabunense em geral. Destacou que durante a sua gestão, o Rotary Club de Itabuna Sul realizou, entre outras importantes ações, o passeio ciclístico, a tradicional feijoada beneficente, doações de brinquedos, agasalhos e alimentos. Além do apoio a vários eventos e atividades, como a campanha de vacinação.

Participaram da solenidade de posse, entre outros convidados, Dr. Rui Carlos, presidente da OAB, subseção Itabuna; a presidente do Rotary Club de Itabuna, Adriana Mouzer; e o Diácono Ailton Matos, representando a Diocese de Itabuna.

Equipe sanitária visita hospital de Ilhéus e conhece modelo de atendimento aos Povos Originários


O Hospital Materno-Infantil Dr. Joaquim Sampaio, em Ilhéus, acolheu uma equipe do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) – Polo Base de Ilhéus, que visitou as instalações, com o objetivo de conhecer o funcionamento e os serviços prestados pela unidade hospitalar. Esse foi mais um passo dado pela direção do HMIJS visando a implantação do seu projeto de atenção especializada aos Povos Originários. Inaugurado em dezembro de 2021, o HMIJS é uma obra do governo do estado administrado desde o início pela Fundação Estatal Saúde da Família (FESF SUS) e trabalha para ser o primeiro hospital da Bahia e o segundo do Brasil a contar com esta especialidade.

Os DSEIs são unidades descentralizadas que organizam o atendimento da população indígena em territórios regionais, articuladas com a rede do Sistema Único de Saúde (SUS). Recentemente representações dos Povos Originários e a direção do Materno-Infantil assinaram o Plano de Metas e Ações para atenção especializada, considerado um passo decisivo para a implantação do programa. As diretrizes gerais que norteiam o programa vão desde a melhoria no acesso das populações indígenas ao serviço especializado; adequação da ambiência de acordo com as especificidades culturais; e ajuste de dietas hospitalares considerando os hábitos alimentares de cada etnia.

A iniciativa conta ainda com o acolhimento e humanização das práticas e processos de trabalho dos profissionais em relação aos indígenas e demais usuários do SUS, considerando a vulnerabilidade sociocultural e epidemiológica de alguns grupos. Também estão previstos o estabelecimento de fluxo de comunicação entre o serviço especializado e a Equipe Multidisciplinar de Saúde Indígena, por meio das Casas de Saúde Indígena (CASAI) e a qualificação dos profissionais que atuam nos estabelecimentos que prestam assistência aos povos indígenas quanto a temas como interculturalidade.

Escuta

Nos últimos meses, a direção do Materno-Infantil tem visitado e ouvido comunidades Tupinambá como forma de entendimento das suas necessidades. “Agora a proposta da visita-guiada para as equipes do DSEI é, sobretudo, para poder trocar experiências e avançar no processo de consolidação do projeto”, destaca a diretora-geral do hospital, Domilene Borges. As equipes do DSEI são formadas por enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes de saúde indígenas.

Crescimento

O Brasil tem quase 1,7 milhão de indígenas, segundo os dados divulgados pelo IBGE. Com 229.103, a Bahia conta com a segunda maior população indígena no país, o que representa 1,62% dos habitantes do estado. Salvador é a segunda capital mais indígena do Brasil. No ranking das 50 cidades do Brasil com maior comunidade do grupo étnico, a Bahia ainda conta com Porto Seguro, em 14°, e Ilhéus, 21°. Entre a pesquisa de 2010 e de 2022, ocorreu em todo o Brasil um acréscimo de 88,8% no contingente absoluto de pessoas que se autodeclararam indígenas.

Cobertura fotográfica da visita:

 

Kuat consolida primeiros resultados de Meu Negócio É Meu País


 

Kuat apresenta a análise do impacto que o Meu Negócio É Meu País teve no comércio das pequenas empreendedoras de Salvador e região metropolitana que participaram da etapa de abertura, realizada no segundo semestre de 2022, envolvendo 500 mulheres do segmento de alimentação. Atualmente, o programa de capacitação que tem como objetivo potencializar o empreendedorismo feminino, inicia nova edição em Caruaru (Pernambuco) e, com os resultados alcançados, Kuat planeja dar continuidade na iniciativa em 2024 e amplificá-la para outras regiões brasileiras.

Meu Negócio É Meu País é um projeto gratuito, com fases de inscrição (em Salvador foram 650), capacitação online (500 empreendedoras participaram), aceleração com assessoria individual para as 30 que mais se destacaram, além de prêmio em dinheiro para impulsionar o negócio delas.

Com o conhecimento conquistado durante o projeto, muitas empreendedoras conseguiram organizar as finanças, e, acima de tudo, adquiriram a confiança em administrar e tomar decisões, o que impulsionou os resultados em seus negócios. Conheça a história de duas empreendedoras impactadas pelo Meu Negócio É Meu País, que foram impulsionadas no final do programa e receberam assessoria e prêmio em dinheiro.

Verônica Dourado, empreendedora do Foodtruck ôh, Farafeiro! teve crescimento de 500% após curso

A enfermeira Verônica Dourado comprou um carrinho de churrasco em 2019 para ajudar o cunhado desempregado, que recusou o presente. Com essa oportunidade, começou a empreender de maneira despretensiosa e a fazer eventos paralelamente à sua profissão e, mesmo assim, apresentou um bom crescimento. Desaceleradas na pandemia, as vendas se reestabeleceram em 2022 e Verônica optou por deixar o emprego de carteira assinada como enfermeira e assumir seu empreendedorismo em tempo integral. Foi quando buscou por cursos gratuitos e encontrou o Meu Negócio É Meu País na rede social de Kuat.

Segundo ela, o programa foi fundamental para desenvolver sua autoconfiança. “Eu sempre acreditei no meu produto, mas jamais acreditei em mim, pois sou da área de saúde e nunca pensei em empreender”, afirma Verônica, que apresentou crescimento de 500% em seu negócio após o curso e destaca o controle financeiro como o principal aprendizado. “Hoje eu sei para onde foi o dinheiro, sei o quanto sobra e isso é transformador. Eu tinha pouco conhecimento sobre finanças e agora eu já consegui implementar o meu pró-labore. Na fase de aceleração, comecei a anotar todos os meus gastos, fazer meu plano de caixa e hoje eu me transformei 100% em relação a isso. Essa confiança que ganhamos diante desses resultados é muito gratificante”, comemora.

Dicas básicas podem trazer grandes resultados, conforme destaca Verônica: “Meu negócio se tornou muito mais próspero após aplicar os conhecimentos apreendidos, tais como o planejamento das ações simples como, por exemplo, a introdução de videochamadas com clientes. Obtive um retorno financeiro muito maior a partir de algumas pequenas mudanças que implementei. Comparado aos meus meses anteriores, a diferença é gigantesca e considero tudo isso como um resultado das alternativas que adotei. A minha organização impactou demais na minha qualidade de vida, pois hoje eu tenho tempo, hoje eu faço o meu tempo”.

Conheça a história da Verônica aqui.

Empreendedora Sandra Nascimento, especialista em acarajé e proprietária do Vixi Mainha

Sandra brinca que trabalha com acarajé desde o ventre da mãe. “Grávida de mim, minha mãe já trabalhava com tabuleiro. Nasci e aprendi que essa comida tão tradicional era um sustento para nossas casas”, conta a empreendedora, que era ambulante. Atualmente, conta com seu ponto de venda e consolidou o serviço de entregas durante a pandemia. “O delivery que deu meu sustento naquela fase. Meu acarajé não tem concorrentes, é amado tanto por turistas quanto pelos baianos, mas a dificuldade agora é com os preços da matéria-prima, que aumentou demais. Não só dos ingredientes, o transporte está caro, os funcionários também”.

Para se reorganizar financeiramente, Sandra ficou sabendo do Meu Negócio É Meu País pela Associação das Baianas. “Aprendi muito, amei as mentorias e o curso me levantou. Agora sei ser empreendedora, tenho postura e me valorizo cada vez mais. Venci o desânimo, aceitei que minha filha – que é formada em comunicação – gerenciasse as redes sociais”, enumerou. “Me chama a atenção o carinho que Kuat tem pela pequena empresa, eles não desistem da gente”, afirmou a empreendedora que recebeu prêmio em dinheiro por se destacar no Programa. “Para mim foi grande, pude comprar camarões e investir em adesivagem que eu queria há muito tempo. Tenho o sonho de fazer congelados, e pude realizar. O cliente gosta de ver coisas novas”.

Conheça a história da Sandra aqui.

O projeto Meu Negócio É Meu País

Meu Negócio É Meu País é realizado em parceria com o fabricante local, Solar Coca-Cola, e a organização sem fins lucrativos Aliança Empreendedora, que trabalha com projetos de apoio a microempreendedores. O objetivo do projeto de Kuat é potencializar o empreendedorismo feminino, fortalecendo a sustentabilidade e a prosperidade de mulheres com faturamento mensal de até R$ 5 mil das classes C, D e E, proprietárias de pequenos bares e restaurantes, vendedoras ambulantes, entre outras comerciantes do ramo de alimentação.

O Projeto Meu Negócio É Meu País é gratuito, com treinamento online de capacitação, educação financeira, auxílio na divulgação e logística de delivery. As participantes com os melhores resultados nessa fase inicial são selecionadas para apresentar um pitch do seu negócio (apresentação do negócio) e, na Bahia, 30 foram convidadas para a fase de aceleração, na qual contam com assessorias individuais para diagnóstico e melhorias do empreendimento, além de encontros para network. As finalistas receberam prêmios em dinheiro na conclusão do projeto para aprimorar seu negócio e a maioria investiu em equipamentos, produtos ou infraestrutura.

“O objetivo é capacitar constantemente as mulheres aceleradas, impulsionando o projeto para além de um simples curso. Kuat desempenha um papel essencial ao fornecer suporte contínuo na capacitação dessas talentosas empreendedoras, auxiliando-as em seus negócios e contribuindo efetivamente para o crescimento pessoal de cada uma delas”, afirma Katielle Haffner, gerente sênior de Relações Corporativas e ESG da Coca-Cola Brasil.

Para manter o projeto sempre vivo, Kuat realiza ações após a conclusão do curso nas comunidades por qual passou. Em Salvador, a marca prepara um evento amanhã, dia 12 de setembro, para reunir as 30 empreendedoras aceleradas para que elas possam se conectar, trocar experiências e expandir seus conhecimentos. “Queremos acompanhar de perto como elas estão evoluindo. Esses encontros são para inspirá-las e incentivar network entre elas, para que possam trocar experiências e realmente potencializar seus negócios a longo prazo. Dessa forma, ganham conhecimento e se tornam capazes de gerar sua própria renda de maneira digna e quebrar o ciclo crônico da exclusão social”, explica Katielle Haffner.

Para Fernanda Raizama, diretora regional da Solar Coca-Cola, o Meu Negócio É Meu País também contribui para que esses negócios se tornem cada vez mais sustentáveis. “Essa união de parceiros que fazem o projeto acontecer existe porque acreditamos na força das mulheres empreendedoras, e sabemos que, com o incentivo desta rede de apoio, elas se empoderam e se tornam cada vez mais aptas a liderar negócios sustentáveis. Como líder, defendo que as pessoas precisam assumir o protagonismo da mudança que elas querem no mundo, e as empreendedoras baianas ligadas a esse projeto têm feito isso, ocupando espaços, movimentando a economia, e promovendo uma transformação positiva da sociedade”, conclui.

Cases de sucesso

Na pesquisa quanti realizada pela Aliança Empreendedora após o projeto Meu Negócio É Meu País em Salvador, um dos principais resultados detectados foi que o curso ajudou a desenvolver em 89% das participantes a habilidade de ter segurança para tomar decisões em seu próprio negócio. “Isso é realmente importante, porque dá às empreendedoras a coragem de sair em busca de soluções por elas mesmas e experimentar diferentes possibilidades para o avanço de seus negócios. É ainda mais significativo quando olhamos para a pesquisa qualitativa, que mostra de maneira unânime que as mulheres frequentemente têm sua confiança na capacidade de empreender abalada.”, explicou Marina Paula Egg Batista, da Aliança Empreendedora.

Outro resultado significativo foi o aprendizado em precificação: 90% das participantes afirmaram que o programa contribuiu significativamente para que elas aprendessem a analisar os custos e estabelecer o preço de seus trabalhos e produtos. Além disso, 93% foram motivadas a organizar as finanças do negócio, e 85% acreditam que Meu Negócio É Meu País teve uma contribuição significativa para o desenvolvimento de suas habilidades de gestão financeira.

Sobre a The Coca-Cola Company

A The Coca-Cola Company (NYSE: KO) é uma empresa de bebidas completa com produtos vendidos em mais de 200 países e territórios. O propósito da nossa empresa é refrescar o mundo e fazer a diferença. Vendemos várias marcas avaliadas em bilhões de dólares, em várias categorias de bebidas em todo o mundo. Nosso portfólio de marcas de refrigerantes com gás inclui Coca-Cola, Sprite e Fanta. Nossas marcas de hidratação, esportes, café e chá incluem Dasani, smartwater, vitaminwater, Topo Chico, BODYARMOR, Powerade, Costa, Georgia, Gold Peak e Ayataka. Nossas marcas de bebidas de nutrição, sucos, lácteas e à base de plantas incluem Minute Maid, Simply, inocente, Del Valle, fairlife e AdeS. Estamos constantemente transformando nosso portfólio, desde a redução do açúcar em nossas bebidas até o lançamento de novos produtos inovadores no mercado. Buscamos impactar positivamente a vida das pessoas, comunidades e o planeta por meio da reposição de água, reciclagem de embalagens, práticas de fornecimento sustentável e reduções de emissões de carbono em toda a nossa cadeia de valor. Juntamente com nossos parceiros de envasamento, empregamos mais de 700 mil pessoas, ajudando a trazer oportunidades econômicas para comunidades locais em todo o mundo. Saiba mais em Coca-Cola e siga-nos no Instagram, Facebook e LinkedIn.

Sobre a Solar Coca-Cola

Entre os 15 maiores fabricantes do mundo e a segunda maior fabricante do Sistema Coca-Cola no país, a Solar Coca-Cola conta atualmente com 13 fábricas e atua em uma área que representa cerca de 70% do território brasileiro, operando na totalidade das regiões Norte, Nordeste, Estado do Mato Grosso e parte de Goiás e Tocantins. Destaque no cenário nacional como uma das maiores empresas de bens de consumo do país, a companhia conta com mais de 17 mil colaboradores(as) e é responsável pela produção e distribuição de mais de 350 produtos do portfólio da Coca-Cola e de parceiros para cerca de 400 mil pontos de venda. Com faturamento anual de cerca de R$ 9,6 bilhões, a companhia alcança 25 milhões de lares em todo país e tem a ambição de ser referência mundial em serviços, produção e distribuição de bebidas. Para isso, a companhia busca avançar nas melhores práticas que levam a um ambiente cada vez mais sustentável. Saiba mais em Solar.

Empreendedoras de Salvador revelam o impacto em seus comércios após participação na primeira etapa do projeto de assessoria e aceleração da marca

Kuat apresenta a análise do impacto que o Meu Negócio É Meu País teve no comércio das pequenas empreendedoras de Salvador e região metropolitana que participaram da etapa de abertura, realizada no segundo semestre de 2022, envolvendo 500 mulheres do segmento de alimentação. Atualmente, o programa de capacitação que tem como objetivo potencializar o empreendedorismo feminino, inicia nova edição em Caruaru (Pernambuco) e, com os resultados alcançados, Kuat planeja dar continuidade na iniciativa em 2024 e amplificá-la para outras regiões brasileiras.

Meu Negócio É Meu País é um projeto gratuito, com fases de inscrição (em Salvador foram 650), capacitação online (500 empreendedoras participaram), aceleração com assessoria individual para as 30 que mais se destacaram, além de prêmio em dinheiro para impulsionar o negócio delas.

Com o conhecimento conquistado durante o projeto, muitas empreendedoras conseguiram organizar as finanças, e, acima de tudo, adquiriram a confiança em administrar e tomar decisões, o que impulsionou os resultados em seus negócios. Conheça a história de duas empreendedoras impactadas pelo Meu Negócio É Meu País, que foram impulsionadas no final do programa e receberam assessoria e prêmio em dinheiro.

Verônica Dourado, empreendedora do Foodtruck ôh, Farafeiro! teve crescimento de 500% após curso

A enfermeira Verônica Dourado comprou um carrinho de churrasco em 2019 para ajudar o cunhado desempregado, que recusou o presente. Com essa oportunidade, começou a empreender de maneira despretensiosa e a fazer eventos paralelamente à sua profissão e, mesmo assim, apresentou um bom crescimento. Desaceleradas na pandemia, as vendas se reestabeleceram em 2022 e Verônica optou por deixar o emprego de carteira assinada como enfermeira e assumir seu empreendedorismo em tempo integral. Foi quando buscou por cursos gratuitos e encontrou o Meu Negócio É Meu País na rede social de Kuat.

Segundo ela, o programa foi fundamental para desenvolver sua autoconfiança. “Eu sempre acreditei no meu produto, mas jamais acreditei em mim, pois sou da área de saúde e nunca pensei em empreender”, afirma Verônica, que apresentou crescimento de 500% em seu negócio após o curso e destaca o controle financeiro como o principal aprendizado. “Hoje eu sei para onde foi o dinheiro, sei o quanto sobra e isso é transformador. Eu tinha pouco conhecimento sobre finanças e agora eu já consegui implementar o meu pró-labore. Na fase de aceleração, comecei a anotar todos os meus gastos, fazer meu plano de caixa e hoje eu me transformei 100% em relação a isso. Essa confiança que ganhamos diante desses resultados é muito gratificante”, comemora.

Dicas básicas podem trazer grandes resultados, conforme destaca Verônica: “Meu negócio se tornou muito mais próspero após aplicar os conhecimentos apreendidos, tais como o planejamento das ações simples como, por exemplo, a introdução de videochamadas com clientes. Obtive um retorno financeiro muito maior a partir de algumas pequenas mudanças que implementei. Comparado aos meus meses anteriores, a diferença é gigantesca e considero tudo isso como um resultado das alternativas que adotei. A minha organização impactou demais na minha qualidade de vida, pois hoje eu tenho tempo, hoje eu faço o meu tempo”.

Conheça a história da Verônica aqui.

Empreendedora Sandra Nascimento, especialista em acarajé e proprietária do Vixi Mainha

Sandra brinca que trabalha com acarajé desde o ventre da mãe. “Grávida de mim, minha mãe já trabalhava com tabuleiro. Nasci e aprendi que essa comida tão tradicional era um sustento para nossas casas”, conta a empreendedora, que era ambulante. Atualmente, conta com seu ponto de venda e consolidou o serviço de entregas durante a pandemia. “O delivery que deu meu sustento naquela fase. Meu acarajé não tem concorrentes, é amado tanto por turistas quanto pelos baianos, mas a dificuldade agora é com os preços da matéria-prima, que aumentou demais. Não só dos ingredientes, o transporte está caro, os funcionários também”.

Para se reorganizar financeiramente, Sandra ficou sabendo do Meu Negócio É Meu País pela Associação das Baianas. “Aprendi muito, amei as mentorias e o curso me levantou. Agora sei ser empreendedora, tenho postura e me valorizo cada vez mais. Venci o desânimo, aceitei que minha filha – que é formada em comunicação – gerenciasse as redes sociais”, enumerou. “Me chama a atenção o carinho que Kuat tem pela pequena empresa, eles não desistem da gente”, afirmou a empreendedora que recebeu prêmio em dinheiro por se destacar no Programa. “Para mim foi grande, pude comprar camarões e investir em adesivagem que eu queria há muito tempo. Tenho o sonho de fazer congelados, e pude realizar. O cliente gosta de ver coisas novas”.

Conheça a história da Sandra aqui.

O projeto Meu Negócio É Meu País

Meu Negócio É Meu País é realizado em parceria com o fabricante local, Solar Coca-Cola, e a organização sem fins lucrativos Aliança Empreendedora, que trabalha com projetos de apoio a microempreendedores. O objetivo do projeto de Kuat é potencializar o empreendedorismo feminino, fortalecendo a sustentabilidade e a prosperidade de mulheres com faturamento mensal de até R$ 5 mil das classes C, D e E, proprietárias de pequenos bares e restaurantes, vendedoras ambulantes, entre outras comerciantes do ramo de alimentação.

O Projeto Meu Negócio É Meu País é gratuito, com treinamento online de capacitação, educação financeira, auxílio na divulgação e logística de delivery. As participantes com os melhores resultados nessa fase inicial são selecionadas para apresentar um pitch do seu negócio (apresentação do negócio) e, na Bahia, 30 foram convidadas para a fase de aceleração, na qual contam com assessorias individuais para diagnóstico e melhorias do empreendimento, além de encontros para network. As finalistas receberam prêmios em dinheiro na conclusão do projeto para aprimorar seu negócio e a maioria investiu em equipamentos, produtos ou infraestrutura.

“O objetivo é capacitar constantemente as mulheres aceleradas, impulsionando o projeto para além de um simples curso. Kuat desempenha um papel essencial ao fornecer suporte contínuo na capacitação dessas talentosas empreendedoras, auxiliando-as em seus negócios e contribuindo efetivamente para o crescimento pessoal de cada uma delas”, afirma Katielle Haffner, gerente sênior de Relações Corporativas e ESG da Coca-Cola Brasil.

Para manter o projeto sempre vivo, Kuat realiza ações após a conclusão do curso nas comunidades por qual passou. Em Salvador, a marca prepara um evento amanhã, dia 12 de setembro, para reunir as 30 empreendedoras aceleradas para que elas possam se conectar, trocar experiências e expandir seus conhecimentos. “Queremos acompanhar de perto como elas estão evoluindo. Esses encontros são para inspirá-las e incentivar network entre elas, para que possam trocar experiências e realmente potencializar seus negócios a longo prazo. Dessa forma, ganham conhecimento e se tornam capazes de gerar sua própria renda de maneira digna e quebrar o ciclo crônico da exclusão social”, explica Katielle Haffner.

Para Fernanda Raizama, diretora regional da Solar Coca-Cola, o Meu Negócio É Meu País também contribui para que esses negócios se tornem cada vez mais sustentáveis. “Essa união de parceiros que fazem o projeto acontecer existe porque acreditamos na força das mulheres empreendedoras, e sabemos que, com o incentivo desta rede de apoio, elas se empoderam e se tornam cada vez mais aptas a liderar negócios sustentáveis. Como líder, defendo que as pessoas precisam assumir o protagonismo da mudança que elas querem no mundo, e as empreendedoras baianas ligadas a esse projeto têm feito isso, ocupando espaços, movimentando a economia, e promovendo uma transformação positiva da sociedade”, conclui.

Cases de sucesso

Na pesquisa quanti realizada pela Aliança Empreendedora após o projeto Meu Negócio É Meu País em Salvador, um dos principais resultados detectados foi que o curso ajudou a desenvolver em 89% das participantes a habilidade de ter segurança para tomar decisões em seu próprio negócio. “Isso é realmente importante, porque dá às empreendedoras a coragem de sair em busca de soluções por elas mesmas e experimentar diferentes possibilidades para o avanço de seus negócios. É ainda mais significativo quando olhamos para a pesquisa qualitativa, que mostra de maneira unânime que as mulheres frequentemente têm sua confiança na capacidade de empreender abalada.”, explicou Marina Paula Egg Batista, da Aliança Empreendedora.

Outro resultado significativo foi o aprendizado em precificação: 90% das participantes afirmaram que o programa contribuiu significativamente para que elas aprendessem a analisar os custos e estabelecer o preço de seus trabalhos e produtos. Além disso, 93% foram motivadas a organizar as finanças do negócio, e 85% acreditam que Meu Negócio É Meu País teve uma contribuição significativa para o desenvolvimento de suas habilidades de gestão financeira.

Sobre a The Coca-Cola Company

A The Coca-Cola Company (NYSE: KO) é uma empresa de bebidas completa com produtos vendidos em mais de 200 países e territórios. O propósito da nossa empresa é refrescar o mundo e fazer a diferença. Vendemos várias marcas avaliadas em bilhões de dólares, em várias categorias de bebidas em todo o mundo. Nosso portfólio de marcas de refrigerantes com gás inclui Coca-Cola, Sprite e Fanta. Nossas marcas de hidratação, esportes, café e chá incluem Dasani, smartwater, vitaminwater, Topo Chico, BODYARMOR, Powerade, Costa, Georgia, Gold Peak e Ayataka. Nossas marcas de bebidas de nutrição, sucos, lácteas e à base de plantas incluem Minute Maid, Simply, inocente, Del Valle, fairlife e AdeS. Estamos constantemente transformando nosso portfólio, desde a redução do açúcar em nossas bebidas até o lançamento de novos produtos inovadores no mercado. Buscamos impactar positivamente a vida das pessoas, comunidades e o planeta por meio da reposição de água, reciclagem de embalagens, práticas de fornecimento sustentável e reduções de emissões de carbono em toda a nossa cadeia de valor. Juntamente com nossos parceiros de envasamento, empregamos mais de 700 mil pessoas, ajudando a trazer oportunidades econômicas para comunidades locais em todo o mundo. Saiba mais em Coca-Cola e siga-nos no Instagram, Facebook e LinkedIn.

Sobre a Solar Coca-Cola

Entre os 15 maiores fabricantes do mundo e a segunda maior fabricante do Sistema Coca-Cola no país, a Solar Coca-Cola conta atualmente com 13 fábricas e atua em uma área que representa cerca de 70% do território brasileiro, operando na totalidade das regiões Norte, Nordeste, Estado do Mato Grosso e parte de Goiás e Tocantins. Destaque no cenário nacional como uma das maiores empresas de bens de consumo do país, a companhia conta com mais de 17 mil colaboradores(as) e é responsável pela produção e distribuição de mais de 350 produtos do portfólio da Coca-Cola e de parceiros para cerca de 400 mil pontos de venda. Com faturamento anual de cerca de R$ 9,6 bilhões, a companhia alcança 25 milhões de lares em todo país e tem a ambição de ser referência mundial em serviços, produção e distribuição de bebidas. Para isso, a companhia busca avançar nas melhores práticas que levam a um ambiente cada vez mais sustentável. Saiba mais em Solar.

Faculdade de Ilhéus promoveu palestras sobre Aspectos Práticos das Ações de Família 


A Faculdade de Ilhéus, através do Núcleo de Prática Jurídica (Nupraj), realizou, na última quarta-feira, dia 6 de setembro, o evento intitulado “Aspectos Práticos das Ações de Família”. O objetivo da ação, segundo o coordenador do curso de Direito, professor Joilson Vasconcelos, foi atualizar, capacitar e aprimorar os conhecimentos técnico-jurídicos acerca das ações de família, que são objeto de significativa parte dos atendimentos gratuitos realizados no Nupraj.

As palestras foram ministradas pelas professoras e advogadas Rosane de Deus e Patrícia Guimarães, que abordaram o tema “Aspectos práticos das ações de alimentos e reconhecimento da paternidade biológica e/ou socioafetiva”. O evento aconteceu na sede da faculdade, na zona sul de Ilhéus.

A advogada e professora Patrícia Guimarães fala sobre os Aspectos Práticos nas Ações de Família
Advogada e professora Rosane de Deus, durante sua exposição sobre os Aspectos Práticos das Ações de Família

Joilson Vasconcelos enfatiza que “assim, a Faculdade de Ilhéus investe permanentemente na capacitação de alunos e professores, com o propósito de prestar um serviço cada vez melhor à população de Ilhéus e região que busca os serviços de assistência jurídica gratuita.”

A finalidade do Nupraj é contribuir para a melhoria nas condições de vida da população. Nesse sentido, a faculdade concede serviços sociais gratuitos, por meio do Núcleo, que atua seguindo a tendência da desjudicialização das demandas e a solução dos conflitos através da conciliação e da mediação. No último semestre, foram realizados 800 atendimentos e 150 audiências, além dos mutirões de cidadania.   

O Nupraj possui convênios firmados com o Tribunal Regional do Trabalho, Tribunal de Justiça da Bahia, Advocacia-Geral da União, Ministério Público da Bahia, Defensoria Pública Estadual, Ordem dos Advogados do Brasil, Presídio Ariston Cardoso e escritórios de advocacia, locais onde são realizadas visitas técnicas dos alunos.

Também há uma importante parceria com a Justiça Federal, através da prestação de assistência judiciária gratuita na sede do Fórum Federal, localizado no centro da cidade, que “otimizou a quantidade de atendimentos naquele órgão, sendo realizado pelos estudantes s da Faculdade de Ilhéus o total de 400 atos, no período de janeiro a julho de 2023”, salienta Vasconcellos.