Catharina Peixoto faz 15 anos in Wonderland


Fazer 15 anos, como bem descreveu a bela bailarina Catharina em um emocionado depoimento na sua página numa rede social, envolve sentimentos como alegria e um desmedido amor. Seus pais, Adriano e Lânia Peixoto Silva, contam que suas vidas tornaram-se mais completas com a chegada da menina, no início do novo milênio. Ela encantou uma casa que já tinha, até então, um menino chamado Alexandre.

Aos cinco anos, Catharina descobriu sua grande paixão, o balé, e sua dedicação e talento a tornaram a primeira bailarina do Balett Tchu e Cia. Estudante dedicada, Catharina sonha com voos altos e deseja ser médica, mas vem do balé a delicadeza dos seus gestos e olhar sobre a vida. Nasceu daí, claro, a ideia de comemorar o seu aniversário com o tema “Alice No País das Maravilhas”, misturando as dúvidas dessa fase de incertezas e medos com o real e o lúdico. “É misturando realidade e fantasia que Cath vem desenhando os contornos da futura estrada da vida que quer caminhar”, descreveu Roger Sarmento, na cerimônia de apresentação da debutante.

A festa foi exatamente como ela desejava, com uma decoração impecável e muita animação. Príncipes e princesas ensaiaram por muitos dias uma apresentação belíssima, que emocionou a todos os presentes, dando vida ao grande sonho de Catharina.

Persistente e amorosa, Cath, como é carinhosamente chamada por familiares e amigos, foi muito abraçada na sua grande noite de 15 anos. “Ela é muito determinada e possui um espírito de liderança nato, mas também muito humilde e por isso sempre está rodeada de pessoas”, descreve sua mamãe Lânia, dizendo que não foi surpresa, inclusive, o agradecimento emocionado, após o baile, a todas as pessoas e empresas que participaram da produção do evento. “Essa festa será eternamente lembrada como um dos melhores dias minha vida!”, finalizou Catharina.

FICHA TECNICA

CONVITE E SAVE THE DATE : Taynara Duarte/Mon Petit Decor (BH)
COREOGRAFIAS: Érica Lira e Roberto Basílio

ESTILISTA DEBUTANTE: Mar Ramos
VESTIDOS CÔRTE:Simone Santos
FOTOS e CINEGRAFIA:Thiago e Monik ( Studiohouse)

MAQUIAGEM E CABELO: Salão DELUI

CERIMONIAL: Momento Único
BUFFET : Marlene Marinho
ORNAMENTAÇÃO: Marlene Marinho
CENOGRAFIA:DAPAZ
PAINEL DE LED:  Icany Mendes
SOM E ILUMINACAO: DJ GUIGUI

MÚSICA:DJ GUIGUI E BANDA VIA DE ACESSO

CONCEPÇAO GRÁFICA: A e C

BOLO FAKE: Colmeia Cake Designer (George Magalhães)

DRINKS: Show Drinks (Rosentino)

MIMOS E LEMBRANÇAS: Mimos/Alê Pires
LEMBRANÇAS: Fom do Brasil e S.CARDS (SP)
CELEBRAÇÃO: Paróquia Nossa Senhora das Vitorias
CELEBRANTE: Padre Gilmar Oliveira dos Santos

     

 

 

 

4º edição do GlaucomaDay é sucesso em Itabuna


Glaucoma (3)

          Em continuidade à campanha de combate ao glaucoma, o DayHORC (Hospital de Olhos Ruy Cunha) mobilizou seu corpo clínico e colaboradores para promover o atendimento gratuito voltado para a detecção de glaucoma em pacientes de Itabuna e região. O GlaucomaDay ocorreu no dia 4 deste mês de junho com o propósito de alertar para a necessidade de identificação e tratamento da principal  causa de cegueira irreversível  do mundo.

Realizando a 4ª edição do projeto, a equipe do DayHORC prestou aproximadamente 4.500 atendimentos à população, entre os procedimentos de tonometria, fundoscopia, aferição de pressão arterial e glicemia, além de orientações médicas e distribuição de material informativo. Para os pacientes com diagnóstico de glaucoma, foi garantido todo o tratamento pelo SUS, até mesmo o recebimento de colírios.

Durante o atendimento, foi diagnosticada a suspeita da doença em 768 pacientes, incluindo o aposentado Jedeon Rodrigues dos Santos, cujo exame de tonometria indicou pressão ocular bastante elevada, um dos sintomas da doença. Para ele, todos os serviços oferecidos, desde a triagem até cadastro e exames, foram de extrema relevância. “Cheguei às 8 e meia e às 9 horas já tinha sido atendido; saí com a consulta de acompanhamento agendada. Nunca imaginei que a pressão do meu olho estivesse alterada, nunca senti dor ou qualquer alteração na visão, mas graças ao atendimento no GlaucomaDay irei investigar a fundo essa alteração e a predisposição ao Glaucoma”, contou, bastante satisfeito.

Além do aposentado, Neuza Ribeiro Dias Rocha, moradora do bairro Lomanto, que participa desde o primeiro GlaucomaDay, garantiu uma consulta para acompanhamento. “Hoje, eu tenho a pressão ocular controlada, mas já tive problemas sérios e foi no mutirão que comecei a me cuidar. Por isso, até hoje me preocupo e sempre participo, pois tenho duas irmãs cegas, vítimas do Glaucoma”, esclareceu.

Glaucoma (1)

Trabalho de qualidade

Para a gerente da unidade do DayHORC de Itabuna, Rosemeire Correia, a satisfação transmitida aos pacientes demonstra  o empenho e o envolvimento da equipe. “O DayHORC tem um trabalho de orientação e prevenção a doenças oculares e a nossa preocupação é oferecer um atendimento humanizado e de excelência, seja em dias comuns ou até mesmo durante o alto fluxo de atendimento como esse. Nossa  prioridade  no mutirão é o diagnóstico precoce, pois assim podemos combater o Glaucoma trazendo melhor qualidade de vida para a população”, informou.

Rosemeire agradeceu o empenho de toda a comunidade, colaboradores, corpo clínico, parceiros e patrocinadores: FURC, Óticas Carol, Jornal Agora, Diário Bahia, Pimenta na Muqueca, Rádio Difusora, Drogaria Velanes, Prefeitura Municipal de Itabuna, Gráfica Cartosan, Diságua, Gráfica Mesquita, Nestlé, Óticas Diniz, Morena FM, Morena FM, Tv Cabrália, Tv Santa Cruz, Rádio Jornal, Rádio Nacional, Rádio Tudo FM de Itajuípe, além de sites e blogs locais e regionais.

Glaucoma (4)

 

Chefs de cozinha formados pelo Instituto Mix de Ilhéus


Em noite de festa, no último dia 11 deste mês, o Instituto Mix de Profissões entregou certificado a 12 novos chefs de cozinha, formados pela franquia de Ilhéus. A solenidade, que aconteceu na própria escola, na Avenida 2 de Julho, centro da cidade, foi presidida pela doutora Iana Muniz, fraqueada e coordenadora pedagógica da escola. As aulas foram dadas pelo chef Ian Santos Santana, um dos líderes da cozinha do Hotel Transamérica.

O vasto conhecimento que Ian possui no mundo da gastronomia foi compartilhado com os seguintes alunos: Carla Ferreira de Souza, Débora Maria Alves Barbosa, Enio Felipe Daud Lima, Fabiana Silva Sampaio, Joselita Brito de Jesus, Márcia Souza de Jesus, Maria Rosa Santos, Natalie Tika Sthel Palwelka, Renata Sá, Romy Santos Silva, Urânia Cristina Cortes Farias e Laila Pereira da Silva Alves Conceição. A seguir, a cobertura fotográfica feita por uma equipe de Bellas.

Gastronomia: novos chefs formados pelo Instituto Mix recebem certificados em Ilhéus


Quinta-feira, 9 de junho, foi dia de festa no Instituto Mix de Profissões, franquia de Ilhéus, que entregou certificados a alunos que concluíram o curso de Gastronomia (culinária). A solenidade foi na sede da escola, na avenida 2 de Julho, proximidades do Sebrae e do Bataclan.

O Mix ilheense oferece cursos profissionalizantes nas áreas de Beleza, Saúde, Construção Civil, Tecnologia, Informática e Idiomas. O certificado, com validade em todo o país, é reconhecido pela LDB (Lei de Diretrizes e Bases).

Foram certificados os seguintes chefs de cozinha: Amália Aparecida dos Santos Souza,  Gilmara Gomes Costa, Marcos Nobre Santos, Maria José Brito dos Santos, Renilda Catarino da Silva e Taina Carmo Souza dos Santos Sales.

Genivaldo Cristiano Santos e Rosângela Alves Cunha Góes também concluíram o curso, na mesma turma. A seguir, a cobertura fotográfica do evento, feito pela Bellas.

 

Itabunense fatura 2 medalhas em Campeonato Paranaense de Kettlebell


Flávia, Joao e Nicole -camisa azul

No último domingo (5), o Itabunense João Rosário representou a Bahia no 1º Campeonato Paranaense de Kettlebell Sport, realizado na Crossfit SM30, em Curitiba. 43 atletas de sete estados (PR, SC, SP, DF, CE, RS e BA) participaram da competição onde os atletas vão ao seu limite executando movimentos com tempo e técnica específica com o kettlebell, uma bola de ferro com alça que pode pesar até 32 quilos em competições oficiais.

Único representante da Bahia na competição, Rosário conquistou 2 medalhas de ouro nas provas Snatch com kettlebell de 24 kg e Long Cycle com dois kettlebells de 20 kg.  Ele presenciou também Nicole Zaniz e Flávia Karolina, duas das atletas que treina, ganharem 5 medalhas de ouro e ainda auxiliou na arbitragem e organização do evento ministrando no sábado (4), véspera da competição, curso técnico e de arbitragem para atletas e árbitros, onde repassou as regras e a técnica correta dos movimentos válidos nas provas do Campeonato.

Um dos destaques da competição foi o recorde atingido por Nicole Zaniz, atleta treinada há 4 anos por Rosário, que na prova One Arm Long Cycle com kettlebell de 20 kg executou 109 repetições, marca compatível para obter o título de master of sports de acordo com a tabela de marcas da ketacademy, uma das principais desse esporte.

Pioneiro

Radicado há quase 10 anos no eixo Sudeste-Sul do Brasil, onde começou a trabalhar em 2009 com o kettlebell para condicionamento físico e treinamento de atletas da modalidade, Rosário é especializado em kettlebell training e sport, possui várias certificações internacionais inclusive com o hexacampeão mundial de kettlebell Denis Vasilev, foi um dos fundadores e ex-presidente da Federação Brasileira de Kettlebell Lifiting (FBKL) e é coach de atletas campeãs americanas nesse esporte.

Após o Campeonato Paranaense João Rosário voltou a residir no Sul da Bahia trazendo toda a experiência adquirida para colaborar com a promoção do Kettlebell Sport e qualificação de profissionais na região. “Foram quase 10 anos fora da Bahia morando em Santa Catarina e, recentemente em São Paulo, e toda a experiência e trabalho desenvolvido além de viagens constantes, workshops, envio de planilhas de treino para alunos de outros estados, me deram a tranquilidade de tomar essa decisão de voltar a morar perto de familiares e amigos, além de ir em busca de uma melhor qualidade de vida”, informa.

Só no mês de maio Rosário explica que esteve na Bahia duas vezes a trabalho para ministrar workshops de kettlebell e, no dia 21 de maio, auxiliando na organização do Campeonato Baiano de Kettlebell. Mas, a partir da agora, vai ser mais fácil os adeptos do esporte na região ou interessados se aprofundar mais nessa modalidade entrando em contato com Rosário, fundador da empresa Brutal – Strength and conditioning.

Em abril, João Rosário fez parte da organização da Copa do Brasil de Kettlebell Sport, primeira competição de kettlebell realizada no Rio Centro-RJ, durante o Arnold Classic, um dos maiores eventos multiesportivo da América Latina, dando assim grande visibilidade e reconhecimento para esse esporte.

João Rosário acrescenta que os campeonatos começaram a ser organizados no Brasil em 2014 e que este ano o Brasil sediará pela primeira vez no dia 9 de dezembro, em Curitiba, uma etapa de um Grand Prix mundial, o campeonato Word Kettlebell Russian Tour Grand Prix. “Esse campeonato contará também com atletas internacionais e terá como um de seus competidores e organizadores, Denis Vasilev, atleta russo hexa campeão mundial de kettlebell sport e eu planejo levar uma equipe formada por atletas da Bahia e de Itabuna”, explica Rosário, um dos organizadores da competição.

placaemedalhas

Bentec, loja de móveis planejados, é inaugurada em Itabuna


Foi inaugurada, no dia 28 de abril, em Itabuna, a mais nova loja da Bentec Móveis Planejados. O coquetel contou com a presença de arquitetos, imprensa, convidados de áreas distintas e familiares dos sócios. O empreendimento traz o que há de mais moderno em Moveis Planejados. Sobre a Bentec, três princípios-base norteiam o desenvolvimento dos produtos Bentec: modernidade, design e praticidade.

Com isso, a empresa oferece móveis de design arrojado, alinhados a concepções estéticas inovadoras e altamente eficazes em sua funcionalidade. Para a fabricação dos produtos, a Bentec utiliza matérias-primas de qualidade superior, empregando rigorosos critérios de seleção.

Os móveis Bentec compõem ambientes da casa toda e são utilizados também em projetos empresariais.Na aquisição dos produtos da marca, o cliente conta com serviços diferenciados. Mais que planejados, os ambientes são pensados para participar de projetos de vida.

Os projetistas das Lojas Bentec contam com treinamento especializado, ministrado no parque fabril da Bentec e no seu local de trabalho. Os clientes das Lojas Bentec contam com serviços de entrega rápida, além de montagem e instalação especializadas.

12

 

 

 

 

 

Lorena Abude e Luciana Santa Fé inauguram a Clínica Santé em Itabuna


001

A Clínica Santé foi idealizada para promover saúde e bem-estar, como o próprio nome sugere, oferecendo atendimentos nas áreas de Psicologia e Ginecologia e Obstetrícia. Os serviços de Psicologia são liderados pela Psicóloga Luciana Santa Fé, onde a clínica oferece atendimento psicológico-clínico com abordagem da Terapia Cognitiva Comportamental e Psicológico Organizacional: recrutamento, seleção e treinamento.  Já os serviços de Ginecologia e Obstetrícia são liderados pela Dra. Lorena Abude, contemplando desde atendimentos, exames clínicos, imagem, procedimentos ambulatoriais, até estética íntima feminina.

Luciana Santa Fé, psicóloga

003

Natural de Salvador, criada em Itabuna, formou-se em administração de empresas pela UESC, em 2001, especializou-se em Gestão Empresarial pela FACCEBA, em 2003, atuando inicialmente na gestão de pessoas, treinamento, recrutamento e seleção. Em 2009, colocou em prática um sonho antigo que era aprofundar seus conhecimentos na área de psicologia. Em 2014, concluiu o curso de psicologia e logo em seguida iniciou uma especialização em Terapia Cognitiva Comportamental no Instituto WP.

Desde 2014, presta atendimento em diversas clínicas, mas a abertura da Clínica Santé, em março deste ano, possibilitou a sua atuação tanto na sua antiga profissão quanto na sua nova conquista. Segundo a psicóloga Luciana Santa Fé “foi tudo pensado para o bem estar dos clientes, desde a escolha dos móveis à disposição de cada coisa. Parte do consultório foi destinada aos atendimentos para adolescentes e adultos. Para as crianças, que venho atendendo com muito carinho, pensei em um ambiente mais colorido e com objetos lúdicos, que têm haver com o propósito do atendimento em si”, explica. O telefone para contato é (73) 98113-7102, ou por email: [email protected]

Lorena Abude, Médica Ginecologista e Obstétrica

004

Natural de Salvador, criada em Itabuna, formou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina de Teresópolis, Rio de Janeiro –RJ, em 2010. Realizou a residência médica em Ginecologia e Obstetrícia no Hospital Ipiranga, em São Paulo-SP, onde se tornou membro da Sociedade Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Fez pós-graduação em: Ultrassonografia, Colposcopia e Estética Íntima Feminina.

Desde 2014, retornou para a Bahia,  atuando em diversas clínicas e hospitais em Salvador e Itabuna. A clínica Santé segundo Dra Lorena, “é a realização de um sonho por promover um espaço que oferece condições adequadas para promover o bem estar das pacientes, proporcionando um cuidado completo com a saúde da mulher, com um atendimento humanizado e de alto nível”.  Os telefones para marcação de consulta são (73) 9841-4640 / 98810-4032 / 99114-8040 / 99989-0088 / 3613-6544.

 

A Clínica Santé oferece instalações físicas que oferecem conforto e bem estar

 

007_DSC9778009

Localizada na Av. Aziz Maron, N. 251, Sala 204, Centro Médico Boulevard, Itabuna-BA, a Clínica Santé dispõe de uma estrutura física que assegura o conforto térmico, acústico, lumínico e questões de acessibilidade, sendo composta basicamente por quatro confortáveis salas: consultório de ginecologia, consultório de psicologia, sala de exames, sala para treinamentos e avaliações psicológicas, além de uma aconchegante recepção.

No consultório de psicologia um espaço foi destinado especialmente ao atendimento de crianças, o qual apresenta cenário propicio e ferramentas necessárias para o diagnóstico e tratamento de psicopatologias infantis.

O consultório de Ginecologia e Obstetrícia oferece um espaço amplo, com modernos equipamentos, buscando o melhor acolhimento à mulher, assim como das gestantes e toda a sua família.

O projeto arquitetônico da Clínica Santé foi idealizado pelo arquiteto Bruno Santa Fé, que procurou atender todas as necessidades postas pelas proprietárias, assegurando um conjunto de ambientes humanizados e acolhedores.

 

 

 

Joseffine Reis Lopes comemora aniversário numa festa Super Star


 

A festa que comemorou oito anos de Joseffine, em março, transformou o Melão e Melancia, em Itabuna, num espaço de inovação e alegria, com decoração da empresa Império Kids. Cercada de amiguinhos, a linda menina, filha Thayane Reis, médica pediatra, e Sandro Lopes, engenheiro, não parou um instante. Divertiu-se, sem limites, com todas as brincadeiras, a exemplo de futebol de sabão, guerra de cotonetes, touro mecânico, pinbolim humano, tombo legal, giroscópio humano, boliche humano, banho de espuma. Não faltaram também os biscuits e os salgados de Tânia Perrucine.

A criançada também explorou ao máximo o Buffet da Croc Kids, bem como as iguarias (salgados ao forno e acarajés) de Erika Reis e Telma Reis. A aniversariante esbanjou felicidade, pois ali tinha tudo o que ela gosta: cachorro-quente, algodão-doce, pipoca, sorvete, churros, pizza, coco, hambúrguer, além de uma brigaderia itinerante, de Juliana Junqueira. A recepção, impecável, ficou por conta da Juka Kids, que também organizou uma escultura de balão, pintura artística e salãozinho de beleza.

Vale destacar, ainda, o trabalho de Nete Bolos Decorados, bem como da Max Filmagem e de Ianê Souza Brandão, que cuidou das lembrancinhas, além do Ateliê Helen Barros, que deu um show nos convites e personalizados, que encantaram os convidados. Outro destaque da programação foi o DJ Nadinho, com um selecionado repertório de música infantil.

Um dos momentos mais emocionantes da festa foi quando Joseffine surpreendeu os convidados, surgindo pelo palco vestida da personagem Isabela e entoando a música Super Star, tema da novela Cúmplices de um Resgate, do SBT. Foi tudo lindo. Houve, também, um couver da Juka Kids, interpretando as gêmeas Isabela e Manuela, personagens principais da referida novela.

 

 

 

 

 

 

Exposição “Índios na Janela” chega ao Palacete das Artes ainda este mês


 

Cerca de 200 peças artesanais e 20 pinturas ocuparão o 1º pavimento do Palacete das Artes entre

os dias 19 e 24 de abril. São arcos, colares, lanças e bordunas das tribos Pataxós, Xukuru Kariri,

Maxakali e Krenak, entre outras, que apresentam a cultura indígena como algo vivo e dinâmico,

propiciando ao público uma identificação positiva através das faces dos povos da floresta. O

acervo estará disponível para visitação na data em são celebrados os valores, a importância da

preservação e o respeito a esses povos. Na abertura, que acontece às 17h, haverá vernissage para

os convidados conhecerem a proposta . A entrada é gratuita.

 

A exposição já foi vista por cerca de 3500 pessoas em Ilhéus e Porto Seguro, por onde já passou

em curtas temporadas em fevereiro e março. É voltada para o público em geral, em especial, para

estudantes do ensino fundamental, ensino médio, pesquisadores, historiadores e professores. O

projeto prevê também uma apresentação indígena dos Pataxó, no dia 20, às 16h, na área externa

do Palacete das Artes e uma palestra gratuita e aberta ao público, ministrada pelo colecionador

Silvan Barbosa Moreira, com o tema “Minha Vida na Tribo”, dia 22, às 15 h, no mesmo local da

As peças possuem valor inestimável e foram juntadas ao longo dos 25 anos em que o colecionador

Silvan Barbosa Moreira, ex-funcionário da Fundação Nacional do Índio (FUNAI), teve contato e se

dedicou ao trabalho com as mais variadas tribos indígenas brasileiras. “Tenho peças com mais de

30 anos e outras muito raras. A mais antiga é da Ilha do Bananal, no Mato Grosso, já a mais nova é

um cocar e um colar Kaiapó que veio do Pará. Entre peças artesanais, livros, CDs e DVDs, tenho

quase mil objetos, adquiridos ou que me foram dados de presente por amigos indígenas. Esta

exposição serve para contribuir e ampliar o conhecimento do público sobre a vida e a cultura

indígenas”, explica o colecionador.

 

Já os quadros de faces indígenas são de Gildásio Rodriguez, conhecido como “O Gil dos índios”,

que já foi protagonista de diversas exposições individuais e coletivas no Brasil, Estados Unidos e

Portugal. “Ao ler a saga dos irmãos Villas Boas no Alto Xingu, senti a necessidade de divulgar,

através da pintura, a cultura de um povo que sofreu e sofre injustiças dentro de um país

democrático. Comecei em 1998 e, desde então, criei mais de 30 quadros”, conta o pintor.

A exposição oferece ao público imagens e informações de natureza histórica e cultural,

propiciando uma identificação positiva com as coletividades indígenas e oportunizando ao público

um olhar mais humano sobre essa questão. Para o curador da exposição, Pawlo Cidade, “essa

mostra aponta para um caminho no esforço de pensar os indígenas sob o ponto de partida da

cultura, de uma janela que se abriu no passado, que continua aberta no presente e mantém-se

escancarada pela dimensão contemporânea, permitindo um diálogo com muitas outras tradições

O projeto é uma realização da Comunidade Tia Marita e conta com apoio do Fundo de Cultura da

Bahia.

Sobre o colecionador Silvan Barbosa Moreira 

Começou sua carreira como na Fundação Nacional

do Índio (FUNAI ), em 1987. Em Eunápolis, acompanhou a demarcação das terras indígenas de

Coroa Vermelha. Dois anos, depois acompanhou a instalação da Aldeia da Jaqueira, em Porto

Seguro. Em 1990 ficou refém por três dias na Aldeia Nova Vida, em Camamu e, nesse período,

conseguiu a pacificação entre os próprios índios Pataxó. Em 1994, quando foi trabalhar em Brasília

e reencontrou o índio Galdino que já o conhecia há sete anos e dele ganhou de presente uma

borduna. Estes presentes acabaram se tornando o pontapé inicial para uma coleção de utensílios e

instrumentos indígenas de mais de duas centenas de peças.

Outras empreitadas enriqueceram a experiência de Silvan, bem como o seu acervo: trabalhou com

o Cacique Juruna e o Cacique Raoni; participou da retirada do gado da Ilha do Bananal no Mato

Grosso com os índios Carajá; e, em Minas Gerais, chegou às terras dos povos Xacriabá, Pataxó,

Maxakali e Krenak; foi convidado para fazer parte da força tarefa em Rondônia, na retirada dos

garimpeiros de diamantes das terras dos índios Cinta Larga, onde conheceu o índio Pio Cinta Larga.

Aposentou-se em 2013, depois de quase 30 anos desenvolvendo uma série de projetos em terras

de diversas etnias, mediando conflitos e colecionando os inúmeros objetos que podem ser vistos

na exposição.

Sobre o pintor Gildásio Rodriguez 

Ex-aluno do professor Edson Calmon, começou a pintar a

figura indígena em 1998, estudando a história dos irmãos Villas Boas: Orlando, Cláudio e

Leonardo, vanguardistas da Expedição Roncador-Xingu. Foi protagonista de diversas exposições

individuais e coletivas, entre elas a II e III Bienal de Artes de Itabuna; 7º Salão de Artes do Estado

da Bahia. Expôs na extinta Casa dos Artistas, Teatro Municipal de Ilhéus, Academia de Letras de

Ilhéus, Espaço Cultural Bataclan, Aleluia Ilhéus Festival e Espaço Cultural Tororomba.

Participou de exposições fora do país como a Brasil Coffee House, em Nova York; A Talentos do

Brasil, no Palácio da Independência, em Lisboa, e da exposição Trajectos, em Alenquer, também

em Portugal. Possui quadros na Embaixada do Brasil, nos Estados Unidos da América.

Sobre o curador Pawlo Cidade – É pedagogo, especialista em Educação Ambiental, dramaturgo,

agente cultural, produtor e diretor de teatro com 27 anos de experiência. Além de membro do

Conselho Estadual de Cultura e da Academia de Letras de Ilhéus, também é escritor com 14 livros

publicados. Já fez a curadoria do Festival Nacional de Dança de Itacaré; do Centenário do escritor

Jorge Amado; do Seminário Teatro e Teatralidade, do Seminário Dramaturgia e

Contemporaneidade e do Simpósio Economia Criativa e Legislação Cultural.

 

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as

produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e

da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de

iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo

Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado,

sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa

privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros

estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos;

Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais

informações, acesse: www.cultura.ba.gov.br

Projeto Brasil Orquestral tem programação na Bahia


6871c2b5-ce19-4e8d-86ba-acf2ca93e719
Brasil Orquestral busca promover uma ação contínua dedicada à difusão da música clássica na Bahia

 

A CAIXA Cultural Salvador apresenta, entre 22 de abril e 24 de julho de 2016, o projeto Brasil Orquestral, uma série de concertos de música de câmara executados por quatro renomados grupos do estilo. Em meio aos espetáculos, o maestro Carlos Prazeres fará intervenções didáticas, a fim de auxiliar o espectador a conhecer mais sobre a história dos compositores e das peças executadas.

Patrocinado pela CAIXA, o projeto acontecerá em quatro edições, distribuídas nos meses de abril e julho, sempre às sextas, sábados e domingos. A abertura de Brasil Orquestral ficará a cargo do Quarteto Carybé, que se apresenta de 22 a 24 de abril – na sexta-feira e no sábado, às 20h, e domingo, às 19h.

Os ingressos serão vendidos a preços populares, a partir das 9h da sexta-feira (22), para todas as apresentações, na bilheteria da própria CAIXA Cultural Salvador, na Rua Carlos Gomes, 57, Centro.

 

Música de câmara com sotaque baiano:

O Quarteto de Cordas Carybé foi criado no início de 2015 e é composto por Guilherme Teixeira (violino), Priscila Gabrielle (violino), Jhonatan Santos (viola) e Laís Tavares (violoncelo), integrantes da Orquestra Juvenil da Bahia, primeira formação do Neojiba. O grupo nasceu da necessidade e do interesse dos seus integrantes em cativar alunos e colegas a estudarem e difundirem o repertório dedicado à música de câmara.

No repertório do grupo, estão peças que fazem parte do catálogo de formação de um quarteto de cordas tradicional, mas sem deixar de dialogar com o universo da música popular. A ideia é ressaltar compositores brasileiros que dedicaram peças ao estilo orquestral, como Guerra Peixe e Alberto Nepomuceno, além de contemplar também compositores contemporâneos.

O nome do Quarteto homenageia o artista plástico Hector Julio Páride Bernabó, mundialmente reconhecido como Carybé. Nascido na Argentina e tendo vivido grande parte de sua vida na Bahia, Carybé desenvolveu em Salvador grande parte de seus trabalhos e da sua carreira. O grupo busca seguir os passos do seu patrono, contribuindo com o movimento artístico da Bahia, desta vez no campo musical.

 

Dança dá fluidez aos espetáculos:

Brasil Orquestral busca promover uma ação contínua dedicada à difusão da música clássica na Bahia, dialogando com grandes grupos do Brasil, todavia distante da sisudez que caracteriza o gênero. A cada edição, será promovido um espetáculo multilinguagem envolvendo música e dança. A dança ficará por conta de Bárbara Barbará.

De acordo com Fernanda Bezerra, diretora da Maré Produções Culturais e idealizadora do projeto, “um concerto não precisa, necessariamente, ser sisudo, austero e em preto e branco. Colocar um pouco de movimento, cor e humor sempre é bom, e o próprio Carlos Prazeres vem fazendo isso à frente da OSBA [Orquestra Sinfônica da Bahia]”.

Ainda no mês de abril, Brasil Orquestral traz apresentações do Quinta Essentia Quarteto, de 29 de abril a 1º de maio. De 15 a 17 de julho, apresenta-se o Quarteto Radamés Gnattali e, de 22 a 24 de julho, é a vez do público conferir os shows do Quinteto Villa Lobos. Todas as apresentações ocorrem no Salão Nobre da CAIXA Cultural Salvador.